KingHost assina acordo para PTT-Curitiba!


O PTT-Metro é um projeto de nível nacional do NIC.BR, que promove e cria infra-estrutura para interconexão direta entre redes que compõe a Internet Brasileira. Em outras palavras, são centros de roteamento existentes hoje em 14 cidades (Belo Horizonte, Brasilia, Campina Grande, Campinas, Curitiba, Florianopolis, Fortaleza, Goiania, Londrina, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo) onde provedores e algumas operadoras de telecomunicações fazem troca direta de tráfego de Internet. Entenda por troca, a possibilidade de um cliente da GVT acessar a rede da KingHost diretamente, sem nenhuma outra rede “no meio” para atrapalhar ou aumentar o tempo de resposta dos acessos.

A KingHost é pioneira neste aspecto no mercado, sendo um dos únicos a se ligar a mais de um PTT no Brasil, estando conectada ao PTT-RS (Porto Alegre) e PTT-SP (São Paulo), PTT-Londrina (Através de acordo com a Persis Telecom). Hoje assinamos contrato para em 30 dias estarmos ligados ao PTT-PR (Curitiba), o segundo maior do Brasil em tráfego, com 2 Gigabits por segundo. São Paulo é o maior com picos de 35 Gigabits por segundo e Porto Alegre é o terceiro maior com 1,5 Gigabits por segundo.

O que isso significa para eu, leigo, que não entendo nada disso tudo? Significa que a KingHost chegará de modo mais rápido aos participantes do PTT-PR, que são clientes da SUL Internet, Onda, BSI, Copel, Celepar, Sercomtel, Uel e Virtua do Paraná. Para tanto, usaremos uma fibra apagada da Global Crossing, operadora mundial de comunicações.

Seguindo no assunto, estamos fechando acordo operacional para nos conectarmos ao PTT-Campinas até o final do ano. Os engenheiros de redes da KingHost estimam que o link com o PTT-PR consumirá cerca de 85 Mbits de conectividade nos horários de pico. O link com o PTT-RS, o principal utilizado hoje pela KingHost, consome 300 Mbits em horários de pico, 20% do total utilizado por todos os participantes do PTT-RS.

Comentários

comentário(s)

2 Comments

Add yours

+ Leave a Comment