Novo formato de anúncio promete aumentar número de acessos


Tudo que é relacionado com tecnologia sofre um processo de renovação constante e as campanhas de mídia precisam acompanhar esse desenvolvimento para atingir mais clientes. Com o aumento da competitividade na internet, é preciso usar opções que instiguem mais o usuário a se interessar a ponto de clicar em um anúncio, ou ao menos prestar atenção na mensagem dos mesmos. Portanto, a incessante busca pelos preciosos cliques precisa encontrar novos horizontes.

É nesse cenário que entra a Rich Media Advertising, uma tecnologia baseada em Flash, que ainda não é tão difundida no mercado nacional. Porém, sua utilização pode ser potencializada, visto que alguns entraves, como antigos browsers e plug-ins, aos poucos são superados. Além disso, o acesso à banda larga que até pouco tempo era para poucos no Brasil aumentou bastante, atingindo um público que navega por mais tempo e experimenta as novidades deste meio. São os que mais realizam compras em sites e-commerce, acessam seu e-bank, redes sociais e que estão mais propensos a interagirem com anúncios de vídeos, jogos, sons e animações.

Os chamados banners Rich Media são banners que combinam um conjunto de ferramentas e linguagens de programação, como elementos de texto, foto, áudio, vídeo e animação, e, dessa forma, possibilitam uma interatividade muito maior com o visitante da página.

Algumas vantagens de usar Rich Media:

Os Rich Media são dinâmicos e flexíveis, trazem vídeos atraentes, música e games. Também podem ser ampliados até ocuparem toda a tela para chamar a atenção dos usuários e mantê-los engajados por muito mais tempo. Também é possível medir várias ações em uma peça Rich Media, como, por exemplo, quantas vezes um botão de pause foi acionado em um vídeo ou determinadas interações como mouseovers, moseouts, fechamento de peças flutuantes, dentre outros. Estas métricas só são possíveis para este tipo de anúncio.

MediaMind analisa as peças Rich Media e os Banners Standard

Uma pesquisa realizada pela MediaMind analisou como as peças Rich Media e os Banners Standard influenciam as visitas dos sites. O levantamento verificou 24 mil anúncios criativos com mais de 12 bilhões de impressões servidas na América do Norte entre julho e dezembro de 2011. As visitas aos sites foram medidas através da utilização tags de conversão nas páginas de entrada.

A pesquisa mostrou que os anúncios Rich Media conseguem quase triplicar as visitas aos sites dos anunciantes em comparação aos Banners Standard. Em uma comparação entre a quantidade de usuários que visitaram o site depois de visualizar anúncios Rich Media e Banners Standard, concluiu-se que os usuários que acabavam de ver um anúncio Rich Media são quase três vezes mais propensos a navegarem pelo site do anunciante em relação àqueles que visualizaram um Banner Standard. Além disso, os anunciantes que adicionaram vídeo ao banner conseguiram multiplicar por seis as visitas ao seu site em comparação àqueles que ofereciam apenas Banners Standard. Esses números incluíam tanto os visitantes que clicavam non banner, como aqueles que digitavam a URL ou faziam buscas.

Os resultados mostram que a probabilidade de os usuários clicarem e visitarem o site dos anunciantes depois de verem anúncios Rich Media é quatro vezes maior do que aqueles que visualizaram Banners Standard. No caso do Rich Media com vídeo, a probabilidade aumenta em até nove vezes.

Os resultados da análise também mostraram que o formato Rich Media é consideravelmente mais eficiente que os Banners Standard no caso de visitas geradas sem clique. Os usuários expostos a anúncios Rich Media são 1,7 vezes mais propensos a visitarem o site do anunciante do que aqueles que viram Banners Standard. No caso do Rich Media com vídeo, os internautas são 1,9 vezes mais propensos.

 

Comentários

comentário(s)

+ There are no comments

Add yours