Parceiros de negócios: como habilidades combinadas levam ao sucesso


Você que tem um negócio próprio sabe o quanto é importante uma parceria, seja no início do seu negócio ou para adicionar cada vez mais valor para que ele se torne um sucesso. Hoje vou falar um pouco de como parceiros de negócios podem influenciar no sucesso da empresa.

Parcerias de qualquer forma, sejam empresariais ou de pessoas, sempre foram uma forma de unir forças para um bem comum, na busca sempre do sucesso e da realização dos envolvidos nesta parceria. Elas podem se dar de diversas formas, seja financeira, seja com infraestrutura, seja com trabalho manual mesmo, o importante é que com parcerias diversos negócios obtiveram muito mais sucesso.

Por isso separamos aqui alguns exemplos de parceiros de negócios que alcançaram sucesso e que, mesmo enfrentando algumas dificuldades, conseguiram criar ideias ou negócios que se tornaram um sucesso e que estão até hoje no nosso dia a dia.

Parceiros de negócios: Sergey Brin e Larry Page (Google)

google group GIF

Provavelmente tu chegou até esse artigo em uma pesquisa pelo Google, mas você sabia que essa empresa foi criada por uma parceria que começou no tempo da faculdade?

Sergey Brin e Larry Page se conheceram ainda nos anos 90 na Universidade de Stanford ambos cursavam Ciência da Computação. A ideia, que seria a semente para futuramente apresentar ao mundo com o nome de Google, começou na faculdade quando tentaram criar um software que conseguisse ranquear páginas e termos que fossem os mais pesquisados.

Só na ideia inicial que eles criaram, poderíamos prever muito do que serviria de tecnologia implementada futuramente no Google.

Após terem aperfeiçoado, eles até tentaram vender para diversas empresas, porém, nenhuma queria comprar “a briga”. Daí eles decidiram criar por conta própria a Google.Inc em setembro de 1998.

Com o registro de domínio da empresa já feito, as coisas foram acontecendo de uma forma natural e a página foi crescendo muito rapidamente e indo cada vez mais em direção à página de busca como conhecemos hoje.

Sempre buscando inovação, o Google foi crescendo e hoje em dia a parceria de Larry e Sergey, dois estudantes que tinham uma ideia na mente e uma parceria, se tornaram donos de um dos casos de maior sucesso quando se fala criação de uma empresa.

Parceiros de negócios: Bill Hewlett e Dave Packard (HP)

Mais um caso de dois estudantes que se conheceram na universidade e casualmente na mesma instituição na qual Sergey e Larry criaram o Google: a Universidade de Stanford.

A dupla se encontrou em 1934, mas começaram a firmar uma parceria na viagem a um acampamento no estado do Colorado. Lá estreitaram a relação e iniciaram uma parceria de amizade e futuramente parceria de negócios.

4 anos depois, 1938, ambos investiram 538 dólares para montar o primeiro produto, um oscilador de áudio de baixa frequência, que foi batizado como HP 200A. Como toda (ou quase) história de empresas de tecnologia, este produto foi desenvolvido em uma garagem de um bairro residencial na Califórnia.

O produto acabou por se tornar um sucesso, muito devido ao seu tamanho, preço e desempenho. Como resultado do sucesso, a Hewlett e Packard acabou tendo como um dos primeiros clientes uma famosa marca, conhecida como Walt Disney, que adquiriu nove aparelhos – futuramente seriam usados em produções da Disney.

black and white love GIF

Em 1939 fundaram a Hewlett-Packard Company. Contudo, foi só em 1960 que a marca entrou no ramo de informática, quando criou um computador para atender as demandas internas. Em 1972 foi lançado um computador mais completo, que atendia necessidades empresariais e externas.

Ah, e você pode estar se perguntando, mas e as impressoras? A primeira criada pela HP foi em 1983, junto com uma linha de scanners. Foi só na década de 90 que a empresa se consolidou neste ramo.

Hewlett e Packard solidificou uma parceria em uma viagem da Universidade e, a partir dali, juntamente com suas ideias de gestão inovadora, conseguiu se tornar uma referência no mercado de tecnologia.

Parceiros de Negócios: Ben Cohen e Jerry Greenfield (Ben & Jerry’s)

ice cream animation GIF

Dentro desta lista, pensamos em trazer uma parceria de sucesso que pode não ter nada com tecnologia, mas o resultado desta parceria e como ela foi iniciada pode servir de inspiração pra você.

Um não se sentia preparado para entrar em uma faculdade de medicina, o outro largou a escola antes de encerrar. Foi com esse background que Ben Cohen e Jerry Greenfield formaram uma parceria sobre fabricação de sorvete que viria a se tornar uma das maiores marcas do mundo quando se fala neste ramo.

Era 1977, Ben e Jerry resolveram fazer um curso por correspondência no valor de US$ 5, este curso era oferecido por uma Universidade da Pensilvânia e nada mais era do que um curso sobre fabricação de sorvetes.

Após aprenderem a técnica, levantaram US$ 12 mil e inauguraram a primeira Ben & Jerry’s.

A loja inaugural contava com 12 sabores, feitos com características que se tornaram marcas e referenciais da empresa como qualidade e insumos naturais sempre que possível.

Quem já provou os sorvetes, sabe que eles são conhecidos por ter recheios bem generosos. Você sabe o porquê? O fato é bem curioso. O Ben tinha muita dificuldade de sentir o sabor das coisas que comia. Por conta disso, eles colocavam grandes pedaços de chocolates e frutas nos sorvetes, para que ele conseguisse sentir o gostinho. A prática acabou se tornando uma das marcas registradas deles. Bacana, né?

Hoje em dia Ben & Jerry’s é referência em sorvete de qualidade e também conhecida por seu constante posicionamento e diversas ações sociais. Eles têm, inclusive, uma fundação que leva o nome da marca, com a qual destinam uma porcentagem do lucro a projetos destinados a cuidados com o meio-ambiente. Além disso, a empresa se posiciona sempre em favor de adquirir produtos de pequenos produtores de países em desenvolvimento. <3

Parceiros de Negócios: Steve Jobs Steve Wozniak (Apple)

Apple Computer GIF

Acho que após falarmos tanto de parcerias de sucesso, não podemos deixar a parceria que resultou na empresa que em 2018 atingiu a marca de R$ 1 trilhão em valor de mercado.

Mais uma história que se inicia na faculdade, os Steve’s estavam na faculdade e ao contrário do que oficialmente se tem como concreto, o que uniu os dois em um novo projeto não foi o desenvolvimento do Apple I, por parte de Wozniak, mas sim uma matéria da revista de sua mãe.

Steve Wozniak leu uma história fictícia que uma civilização era capaz de hackear o sistema de telefone para criar uma rede de comunicação própria. Por ter achado curioso, levou a Jobs com um pensamento de que aquilo era algo funcional, que poderia existir de verdade e foi aí com pesquisas na biblioteca da faculdade e, juntando peças compradas em lojas de computação, criaram um aparelho que fazia ligações gratuitas.

Começaram a mostrar a criação para as pessoas e a tentar vender. Foi assim, juntando o senso de inventor e desenvolvimento de Woznkiak e o tino de vendedor de Jobs, que eles deram os primeiros passos.

O Apple I, primeira invenção da dupla, foi ignorado e rejeitado por empresas como HP e Atari.

Woznkiak e Jobs tinham bem claro a ideia de que os computadores deveriam vir prontos para uso, sem que as pessoas precisassem montá-los.

Foi só com o lançamento do Apple II que eles conseguiram mostrar ao mundo suas ideias e consolidar no mercado de tecnologia. Claro que no decorrer desse trajeto enfrentaram alguns pontos baixos e altos, como a própria saída e retorno de Jobs à Apple, a separação da dupla entre outros percalços.

No final do dia, Wozniak acabou não tendo tanta participação ativa no desenvolvimento de produtos da Apple, mas a parceria dos dois, unindo habilidades semelhantes e pensamentos diferentes, resultou num sucesso sem precedentes.

E o que podemos aprender com todas estas histórias acima?

Parceiros de negócios, sejam no ramo de criação de um computador ou até a fabricação de um sorvete, podem ser decisivos no sucesso de uma ideia. Cooperações como a dos Steve’s, em que cada um tinha suas habilidades e diferenças, e ainda assim buscavam algo em comum: o sucesso.

E é essa filosofia que a KingHost quer levar até os nossos clientes.

Que eles não sejam apenas consumidores quando contratam nossos serviços, mas sim que também tenham confiança de que iremos encarar o sucesso do cliente como sendo nosso sucesso. O cliente como nosso parceiro. A King como parceira dos clientes.

Resumo
Parceiros de negócios: como habilidades combinadas levam ao sucesso
Nome do Artigo
Parceiros de negócios: como habilidades combinadas levam ao sucesso
Descrição
Conheça exemplos e histórias de parceiros de negócios que alcançaram o sucesso com ideias e habilidades compartilhadas.
Autor
Nome
KingHost
Logo
Paulo Salatino

Paulo Salatino

Analista de Conteúdo em Kinghost
Editor de vídeos e Produtor de Contéudo. Nerdzinho. Viciado em Youtube e tudo que se refere a games. Jogador de Rainbow Six.
Paulo Salatino

Comentários

comentário(s)

Categories