• Mostrando resultados da busca por {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}
  • {{post.title}}
  • Não foram encontrados resultados para {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}

Por que atualizar a versão do PHP do seu site

Vanessa de Oliveira Mello - Analista de Infraestrutura na KingHost

Neste material você irá entender os pontos principais do porquê você deve atualizar a versão do PHP do seu site. Além de compreender mais sobre segurança, performance e ficar por dentro de dicas para manter suas versões sempre atualizadas.

Como funciona o ciclo de vida de uma versão PHP?

Quando lançada uma versão estável, é fornecido 2 anos de suporte ativo para correção de bugs e questões de segurança. Após isso, há mais um ano de suporte, para atualizações críticas de segurança apenas, sem adição ou melhoria de recursos.

Após três anos do lançamento, a versão entra em EOL (End of Life), ou seja, não é mais suportada. Neste período, os usuários devem considerar o upgrade de versão o mais breve possível. Caso contrário, seu código poderá estar exposto a vulnerabilidades críticas de segurança.

No link Supported Versions do site do PHP, podemos visualizar as datas que as versões deixarão de receber atualizações:

Por que atualizar a versão do PHP
Tabela de atualizações das versões

Na lista de EOL, ficam as datas finais e diversos guias para migração do seu código para versões atuais:

Versões depreciadas do PHP

Se possui a versão 5.3 do PHP, por exemplo, faz quase 4 anos da última atualização de segurança disponibilizada. Isso é realmente muito tempo para que pessoas mal intencionadas explorem falhas já conhecidas destas versões, a fim de adquirir acesso indevido em seu código. Tal situação, inclusive, pode causar a perda de dados sensíveis de seu negócio.

Se você utiliza atualmente uma versão do PHP inferior à versão 7, o ideal é atualizar justamente para a 7 ou para a 7.2, a fim de aproveitar agora mesmo os ganhos de performance e segurança.

É muito importante que você ou seu desenvolvedor se prepare adequadamente para esta migração de versão, visto que em contrapartida podemos encontrar diversas incompatibilidades no código em relação à versão mais recente do PHP.

Diversos CMS líderes de mercado, como WordPress, Joomla e Drupal, e plataformas para lojas virtuais, como Magento, Prestashop e Opencart, já são compatíveis com as mais novas versões de PHP, bastando apenas atualizar para uma versão mais atual.

Como alterar a versão de PHP do meu site?

Você pode fazer este tipo de alteração facilmente através do nosso Painel de Controle.
Confira o artigo para saber mais: Como mudar a versão do PHP do meu site.

Esse artigo foi útil pra você?