• Mostrando resultados da busca por {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}
  • {{post.title}}
  • Não foram encontrados resultados para {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}

PHP 7 – O que é importante saber

André Brasil - Time de Atendimento da KingHost

O PHP 7 foi lançado em dezembro de 2015 e trouxe consigo uma grande evolução em termos de velocidade para o PHP. Ele consegue ser até duas vezes mais rápido que o PHP 5.6 e há uma melhora significativa no uso de memória. Portanto, se você ainda não usa essa versão, está na hora de saber mais, testar e começar a utilizar.

Podemos citar também outras melhorias, como:
Suporte consistente à sistemas 64-bit;
Diversos fatal errors convertidos para exceptions;
Gerador de número aleatório seguro;
Remoção de velhas e não suportadas SAPIs e extensões;
Classe anônimas, e;
Árvore abstrata de sintaxe.
Mais informações em: http://php.net/archive/2015.php#id2015-12-03-1

O ideal é sempre usar a versão mais recente do PHP!

Por dois principais motivos: garantir melhor performance e maior segurança aos seus sites.

Muitos acreditam que a atualização de sistemas demanda tempo e dinheiro, mas não visualizam que esta atividade pode, justamente, evitar que você venha a perdê-los em caso de um comprometimento do mesmo devido a falhas de segurança.

Atualizar seus sistemas, além de torná-los mais seguros e menos suscetíveis a invasões, permite, muitas vezes, acesso a novas funcionalidades, além de um desempenho superior, trazendo assim uma melhor experiência para seus usuários e/ou clientes.

Funções depreciadas no PHP 7?

Ter atenção com as funções depreciadas é uma das principais preocupações que precisamos ter quando pretendemos atualizar a versão de PHP do nosso site. Isso por que o que funcionava corretamente no PHP 5.5, por exemplo, pode ser que não exista mais no PHP 7. Abaixo há alguns itens baseados na documentação oficial, que pode ser conferida no seguinte link: https://secure.php.net/manual/pt_BR/migration70.deprecated.php.

Construtores com sintaxe PHP 4

Construtores ao estilo PHP 4 (métodos que têm o mesmo nome que a classe onde estão definidos) estão depreciados. Exemplo de código:

<?php
class foo {
    function foo() {
        echo 'Eu sou um construtor';
    }
}
?>

Ao utilizar esse estilo o PHP vai retornar uma mensagem de erro como a seguinte:
Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; foo has a deprecated constructor in example.php on line 3

Opção salt da função password_hash()

A opção salt da função password_hash() foi depreciada para evitar que desenvolvedores gerem seus próprios salts (que geralmente são inseguros). A função gerará um salt criptográfico seguro quando um salt não for fornecido pelo desenvolvedor.

Chamadas estáticas a métodos não estáticos

Chamadas estáticas a métodos que não foram declarados foram depreciados.

É importante você saber também que a versão 5.6 do PHP (anterior à 7.0) trouxe diversas mudanças. Recomendo que você leia o artigo PHP 5.6 – O que é importante saber, para estar ciente de todas as alterações no ambiente.

Atualize agora!

Você não é um programador? Então talvez seja a hora de procurar a pessoa que desenvolveu o seu site ou um outro profissional da área. Se você utiliza uma plataforma CMS como o WordPress, é extremamente importante que você mantenha o CMS atualizado em sua versão mais recente possível.

Na KingHost, a nossa estrutura possui suporte ao PHP 5.6, 7.0, 7.1 e 7.2 (o mais recente atualmente). E melhor, sempre disponibilizaremos a versão mais recente pois prezamos muito por um ambiente seguro e performático. 😉

Esse artigo foi útil pra você?