• Mostrando resultados da busca por {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}
  • {{post.title}}
  • Não foram encontrados resultados para {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}

Como otimizar as consultas do seu banco de dados

André Brasil - Time de Atendimento da KingHost

Precisar otimizar seu banco de dados?
Este artigo visa destacar algumas práticas simples de otimização de uma base de dados, a fim de ajudar você a otimizar sua aplicação como um todo.
Você precisa estar ciente de que é necessário certo conhecimento em banco de dados para realizar as otimizações.
Caso não tenho o conhecimento necessário, procure um profissional da área.

USE ÍNDICES

Índices são identificações que ajudam a tornar a consulta a um dado do banco muito mais rápida. Funciona semelhante ao sumário de um livro, onde você encontra a página correta de acordo com o assunto e não precisa ficar passando folha por folha até encontrar a desejada. Com o uso dos índices, se faz que a cada operação de atualização de dados seja também feita uma atualização dos índices.

UTILIZE O COMANDO OPTIMIZE

O comando Optimize table deve ser utilizado em tabelas que são atualizadas frequentemente e que tem manipulações de registros (alteração e exclusão).
Ele otimiza a leitura e gravação do disco durante a recuperação dos dados através de um processo de desfragmentação. Quando há tamanhos variáveis dentro das colunas de uma tabela, o uso é mais indicado ainda, visto que o que mais fragmenta uma tabela, são os campos de comprimento variável (VARCHAR).
O uso do comando é bem simples e você pode encontrar mais informações na documentação oficial em: dev.mysql.com/doc/optimize_table.

OPTIMIZE TABLE nome_da_tabela;

SIMPLIFIQUE AS CONSULTAS

Remova parênteses ( ) desnecessários em cláusulas WHERE;
Utilize múltiplas linhas com uma única instrução SQL;
Utilize SELECT COUNT(1) e não SELECT COUNT(*) para contar valores especificados e não generalizar a consulta.

ATENTE-SE ÀS CONEXÕES AO BANCO

Evite abrir duas conexões com o mesmo servidor;
Sempre feche as conexões quando não precisar fazer uso delas;
Evite utilizar conexões persistentes, pois as mesmas criam diversas conexões simultâneas com a base;
Utilize PDO para realizar conexão com o servidor através da sua linguagem de programação.

Esse artigo foi útil pra você?