• Mostrando resultados da busca por {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}
  • {{post.title}}
  • Não foram encontrados resultados para {{ posts_busca["corrected"] }} {{termo_busca}}

Analisando um teste de Tracert

Thaiane Haussen - Especialista de Atendimento na KingHost

Realizou um teste de tracert mas não conseguiu compreendê-lo? Não se preocupe, neste artigo vamos te orientar na leitura do teste para entender mais facilmente.

Caso você termine de realizar seu teste de tracert e se sinta um pouco perdido na análise do resultado apresentado, fique tranquilo, abaixo vamos explicar alguns resultados padrões com base na chegada de rede da KingHost.

Chegou na KingHost

O exemplo abaixo é quando o teste chegou nos servidores da KingHost sem nenhuma dificuldade.

É comum que ocorram algumas perdas de pacotes (como ocorreu nas linhas 5, 6, 7, 8 e 10), mas o resto das outras linhas precisam estar com o caminho completo chegando até ao nosso servidor.

Na linha 9 mostra que o domínio passou pela operadora de internet, como padrão, e na última linha, neste caso a 18, mostra que chegou no nosso servidor, indo até o imap-vip-farm16.kinghost.net.

Não existe um número padrão de linhas para os testes, sendo sempre 10, 18 ou 20, por exemplo. No Windows tem um padrão máximo de até 30 saltos (linhas), caso todas elas apresentem perda de pacotes.

Sobre o caminho do servidor, sendo o “imap-vip-farm16.kinghost.net” no teste acima, nem sempre será este o servidor final. Vai depender do que for inserido no começo do teste. Por padrão, sempre terá o trecho “.kinghost.net” ou então “.uni5.net” na última linha, caso seja um teste completo.

Testes de Tracert com Dificuldade

Abaixo vou dar alguns exemplos de dificuldades que estão ocorrendo e podemos analisar através dos testes de tracert.

1. Parou na sua rede

Caso o resultado de seu teste fique como a imagem abaixo, ou então podendo estar até mesmo com todas as linhas apresentando perda de pacotes (no caso abaixo, apresentou das linhas 2 a 10), significa que está ocorrendo algum erro interno na sua rede local.

Quando o teste fica da forma acima, indicamos o contato com algum técnico de rede, pois através dele é possível perceber que o acesso ao site fica “trancado” em sua rede interna, sem nem passar para sua operadora, que por fim levaria o acesso até nossos servidores aqui na KingHost. Com o teste de tracert realizado facilita ao passar mais informações para o técnico.

2. Parou na Operadora

No exemplo abaixo o teste chegou a sair da rede interna (do seu computador) chegando até na operadora de internet, como mostra na linha 7, porém após a chegada na operadora todas as outras linhas mostraram perda de pacotes (linhas 10, 11 e 12).

Como houveram perdas de pacote até a última linha, após passar pela operadora de internet, sem que chegasse no nosso servidor na KingHost, a dificuldade se encontra com sua operadora, no caso do exemplo acima, seria com a VIVO.

Nestes casos o indicado é entrar em contato com sua operadora de internet para verificar o ocorrido. Como já realizou o teste de tracert isso facilita para ter mais informações para passar, quando o contato for realizado.

3. Não foi Possível Resolver o Nome

Caso o resultado do seu teste mostre a mensagem abaixo:

Pode significar algumas coisas, sendo elas:

É necessário analisar essas questões pois podem estar afetando seus testes.

4. Servidor Congelado

Caso seu teste finalize no nosso servidor, tendo o trecho “congelado.kinghost.net” ou então “congelado.uni5.net“, é possível que seu domínio esteja em algum plano congelado aqui conosco.

Você pode verificar se existe alguma pendência financeira conosco. Caso não haja, pode entrar em contato através dos nossos canais de atendimento, tendo em mãos o teste realizado, para que nossos analistas consigam ajudar na análise de seu caso.

Espero que os exemplos acima tenham te ajudado a esclarecer suas dúvidas quanto a analisar um teste de tracert. Seguimos à disposição através de nossos canais de atendimento.

Ver planos Exchange
536 visualizações

Este artigo foi útil pra você?