Loja virtual: Brasil vai em direção ao topo


Fonte: blogdoecommerce, ecommercenews

As vendas no comércio eletrônico cresceram 29% em 2012 no Brasil, que movimentou R$ 24,12 bilhões. Os dados são do relatório da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), que também leva em conta as vendas em marketplaces, como Mercado Livre e Rakuten e vendas de conteúdo digital, como e-books, cujas vendas aumentaram 100% em novembro do ano anterior.

Os setores com o público-alvo feminino são os que demonstraram maior crescimento nas vendas, como as categorias de roupas, acessórios, cosméticos e eletrodomésticos. Além disso, o estudo também aponta que nove milhões de brasileiros fizeram sua primeira compra online em 2012.

Para 2013, a expectativa está no aumento do consumo de bens digitais, tais como e-books, músicas e filmes “on demand”. Confira aqui por que você deve aderir às lojas virtuais.

A tendência é que a competitividade continue aumentando e que grandes varejistas brasileiros que não contam com uma loja virtual inaugurem uma em 2013, além dos investimentos de players internacionais no país, que devem continuar ao longo do ano.

Já um estudo divulgado pela consultoria italiana Translated projeta que o mercado brasileiro de comércio eletrônico será o quarto maior do mundo em 2016. Segundo o estudo, o e-commerce brasileiro deverá ultrapassar o tamanho da França, do Reino Unido e da Alemanha ao longo dos próximos anos.

De acordo com a pesquisa intitulada “T Index”, o Brasil terminou 2012 com 3,1% do movimento mundial feito pela internet. Com essa participação, o País figura em sétimo no ranking global, à frente da Rússia (8º), Coreia do Sul (9º) e da Itália (10º). Os primeiros do ranking são os Estados Unidos, a China e o Japão.

A consultoria prevê que o mercado brasileiro alcance participação de 4,3% do e-commerce mundial em 2016. Com essa fatia, o Brasil estará à frente da Alemanha, que deve terminar o ano das Olimpíadas no Rio com 3,9%.

Comentários

comentário(s)

+ There are no comments

Add yours