Crime virtual: cuidado com as lojas virtuais fraudulentas


Ao passo em que o Brasil decola no e-commerce, também cresce o número de lojas virtuais fraudulentas que pegam carona na onda. A popularização do comércio online fez com que os usuários comprassem sem antes avaliar o local da compra, como geralmente é feito nas lojas físicas. 

Fonte: Tecmundoecommercenews.

A FControl, empresa do Buscapé Company que atua no controle de risco e prevenção de fraudes para qualquer venda não-presencial, com maior foco no comércio eletrônico, divulgou esta semana dados sobre fraudes no e-commerce brasileiro em 2012. Ao longo do ano passado, a FControl identificou e bloqueou mais de R$ 150 milhões em transações que representavam crimes virtuais nacionais em lojas virtuais fraudulentas.

A Norte foi a região com mais problemas com fraudes, 5,6%. Já o Nordeste ficou em segundo, sendo que o Estado do Pará foi o que teve o maior aumento comparando os últimos dois anos, seguido pelo Centro-Oeste (3,2%), pelo Sudeste (2,5%) e o Sul (1,6%).

Ranking de fraude por região no Brasil

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outra constatação do estudo da FControl é que os provedores mais utilizados para a criação de e-mails falsos continuam sendo os gratuitos pela facilidade encontrada pelos fraudadores. Além disso, os fraudadores virtuais dão preferência a bandeiras de cartões de crédito que emitem grandes limites para seus clientes.

Veja essas dicas simples que podem ajudar você a ficar mais atento.

1.Pesquise o nome do site
Converse com pessoas que já compraram naquele site e veja se a empresa cumpre o que promete, seja com prazos ou qualidade do produto. Procure pelo nome do site em buscadores como o Google, e depois faça uma busca pelo nome do domínio. Os resultados de ambas as pesquisas podem dar a você uma pista sobre o que outras pessoas falaram sobre o site.

2.Procure por um autor ou por sua popularidade

Se o autor do site não pode ser contatado ou não há nenhum registro sobre ele, o endereço pode ser considerado duvidoso. Procure também pela sessão “sobre” (ou about) dentro da loja virtual para ler mais informações a respeito.

 3. Verifique se o site faz parte de um portal

O fato de um site estar associado a outros sites que têm boa reputação aumentam as chances do endereço ser confiável.

4. Analise sites profissionais

Apesar de não ser regra, o visual é importante para fazer com que você sinta confiança na empresa. Portanto, tente analisar o design e estrutura da loja virtual e veja se foi feita de forma profissional.

Se você é empreendedor online fique atento a essas dicas também, pois esses tópicos podem lhe auxiliar a melhorar a credibilidade de seu site e a melhorar o cenário do e-commerce brasileiro.

Comentários

comentário(s)

3 Comments

Add yours

+ Leave a Comment