Métricas importantes para qualquer estratégia


Uma das grandes vantagens de apostar no marketing digital: métricas. Com ferramentas mais robustas, é possível saber praticamente tudo sobre o usuário que visita seu site. As ferramentas de análise mais simples e gratuitas, não ficam pra trás! Com elas, é possível obter informações altamente relevantes para tomar novas decisões, pensar em novas ações, e ter uma visão mais geral sobre o comportamento do usuário no site: tempo de visualização das páginas, performance de cada produto, caminho do usuário até a finalização da compra.

No entanto, muitos profissionais de marketing digital e mesmo profissionais que não estão relacionados a essa área tendem a ter dúvidas sobre quais métricas são importantes de serem consideradas na hora de criar um relatório, ou de realmente ter uma noção de números importantes sobre o site para qualquer fim.

Abaixo, algumas métricas que são importantes. Independente do seu negócio ou de suas intenções, esses dados serão essenciais para qualquer tipo de análise!

Tráfego

Mais do que perceber e valorizar o número de visitantes ao seu site, vá além e considere outros fatores: origem, usuários, taxa de rejeição. Esses são três itens bastante básicos, mas que se receberem a atenção devida, poderão revelar novas abordagens de comunicação no seu site como um todo.

O número de usuários vai demonstrar exatamente isso: quantas pessoas entraram em seu site (a maioria das ferramentas contabiliza um só acesso se o mesmo usuário entrou várias vezes na mesma página em um período de 24h). Na parte de origem, será possível visualizar os links que foram clicados pelos usuários na hora de acessar seu site, então você poderá ver se sua página no Facebook está levando as pessoas a clicarem em links que direcionam para seu site, bem como outras redes sociais, ou outros sites que citam seu endereço online. Já a taxa de rejeição demonstra um percentual de quantas vezes entraram e saíram do seu site sem clicar em nada, sendo a página de saída a mesma da página de entrada.

Pela taxa de rejeição, por exemplo, é possível determinar se o conteúdo da sua página inicial é relevante para o público que está acessando sua página, se os produtos e links que ali estão são atrativos para seu público, se existem botões e chamadas claros para incentivar o usuário a fazer alguma ação, etc.

Taxa de conversão

Se você não tem um ecommerce, calma! Isso não quer dizer que você não tem um objetivo com a publicação de um site institucional, por exemplo. Certo? Alguns motivos que incentivam empresas a terem sites que não são ecommerce: motivar o usuário a solicitar orçamentos; investir na captação de emails para futuras ações; coletar dúvidas dos usuários sobre determinado produto ou serviço, etc. Isso tudo pode ser medido através da taxa de conversão.

Basicamente, taxa de conversão é a porcentagem de visitas que se transformaram em vendas ou em uma ação determinada. Com o Google Analytics, por exemplo, é possível determinar que o valor de uma conversão seja o preenchimento de um formulário.

Essa relação entre número de visitantes e ações realizadas é um padrão muito bom de ser medido para entender as reais necessidades do seu usuário. Ou seja, entender o motivo pelo qual ele não valoriza suas chamadas para ação, saber mais sobre como atender seu público de um jeito mais certeiro. A taxa de conversão é uma ótima métrica para medir isso!

Funil multicanal

Qual é o caminho que o usuário que acessa seu site percorre? Através de relatórios de funis, é possível visualizar os melhores caminhos de conversão, por exemplo, que exibe quais foram os passos dados pelo usuário antes de realizar uma compra.

Esse relatório é bastante revelador, pois mostra de maneira bastante clara o que é valorizado pelo seu público-alvo. Muitas vezes, você pode achar que o melhor é deixar toda a informação exposta na página inicial, mas de repente a melhor estratégia seria separar em categorias. Ou você deixa alguma informação altamente relevante para o usuário em uma página ou categoria escondida. Isso distrai o usuário de fazer o que você espera que ele faça. Esse tipo de ideia é perfeitamente identificada a partir de um relatório simples de funil.

Essas métricas foram baseadas no Google Analytics, uma ferramenta excelente para usuários com diferentes níveis de conhecimento. Com ela, é possível desenvolver relatórios personalizados, ou somente visualizar as informações mais básicas sobre o seu site. Vale a pena dedicar um tempo a entender melhor sobre como o Google pode fazer parte de sua estratégia de marketing e vendas.

Ariadne Cercal
Últimos posts por Ariadne Cercal (exibir todos)

Comentários

comentário(s)