☁️ Hospedagem Cloud e VPS - Alta performance para seus projetos com desconto imperdível 💰

Kinghost | Blog

Como escolher um template para WordPress

Publicado em 06/01/2016

Atualizado em 08/11/2016

O WordPress é o CMS mais popular do mercado, com uma fatia de market share superior a 58% entre os CMS’s utilizados. O desenvolvimento de templates para a plataforma também segue esse ritmo acelerado. São diversos templates disponíveis para diversos gostos e necessidades. O problema é que nem sempre essas opções são desenvolvidas com o devido cuidado.

Um template pode ser feito de modo prejudicial, trazendo problemas para quem o utiliza. Alguns exemplos de dificuldades incluem impossibilidade de atualização a partir do tema, problemas de compatibilidade para mudar para outro template, potenciais vulnerabilidades de segurança e dificuldades para customizar o template. Vale também mencionar a baixa visibilidade aos motores de busca que alguns templates podem proporcionar.

Para garantir a escolha de um template WordPress bonito, funcional e seguro, preste a atenção nas seguintes características ao selecioná-lo:

Responsividade

Ao escolher um template, você precisa ter certeza de que ele é totalmente amigável aos dispositivos móveis. Hoje em dia, grande parte das buscas são realizadas a partir de smartphones ou tablets, por isso, o Google adotou essa característica (responsividade) como um dos critérios para o seu algoritmo de ranqueamento de buscas. Por mais que a documentação de um template afirme que o tema é responsivo, faça um teste junto às ferramentas de testes mobile e certifique-se sobre essa questão. A verificação garante que o seu site será visível aos resultados dos buscadores móveis e, principalmente, que ele proporcionará uma navegação agradável para os usuários que o acessarem utilizando uma tela pequena.

Child theme

O tema filho ou child theme é um recurso que permite a você adicionar, remover ou modificar estilos, funções, templates de páginas e outros, sem precisar alterar os arquivos core do tema escolhido. Com a segurança tornando-se mais e mais imprescindível, é muito importante utilizar um tema child para alterar quando o desenvolvedor anuncia updates para correção de bugs ou questões de segurança. Desse modo, você pode atualizar o tema central sem acarretar em perda de customizações no seu template.

Customização

Procure templates com opções de personalização facilitada. Existem diversos temas que proporcionam menus robustos de customização para templates e assim você fica mais livre para deixar o site com a sua cara.

Documentação

Muitos designers adicionam a documentação ao template, fornecendo um guia de implementação muito útil. Escolha um tema com documentação robusta ou até mesmo vídeos que fornecem passo-a-passo com dicas de implementação.

Otimização para as buscas

O HTML5 oferece elementos semânticos que ajudam os motores de busca a “entenderem” seu site: cabeçalho, main, nav, article, section, rodapé, etc. Estes elementos são excelentes para os motores de busca, porque eles identificam o conteúdo, dando uma ordem de importância para eles, assim por exemplo, um texto contido no rodapé não ganhará a mesma atenção do que se encontra em main ou article.

Também é importante garantir o uso das tags de cabeçalho (especialmente H1, H2 e H3) dentro do template. Você deve ter apenas uma única tag h1, e depois usar as tags H2 e H3 espalhadas de maneira logica e hierárquica em todo o conteúdo. Para identificar esse uso, você pode visualizar o código fonte da página usando o seu navegador e, em seguida, procurar os elementos.

Framework

Dependendo do template, os desenvolvedores podem construir um framework para expandir a capacidade dos temas que desenvolverão. Isso é muito legal, sendo que há temas com frameworks que incluem bibliotecas de short code, uma variedade de widgets, funções personalizadas, bibliotecas de scripts, e algumas outras capacidades.

Sempre bom lembrar

Busque sempre utilizar temas de fontes confiáveis, dê preferencia aos temas disponíveis no repositório oficial do WordPress, dessa forma fica mais fácil identificar o desenvolvedor responsável pelo tema, ao mesmo passo em que você conta com o apoio da comunidade WordPress para sanar possíveis dúvidas ou problemas que template escolhido possa apresentar. É sempre bom dar uma olhada nas avaliações e reviews dos desenvolvedores e do template em si! Um tema popular e com bons reviews é uma boa indicação para você ir em frente.

O que você achou deste conteúdo?

O que você achou deste conteúdo?

Leonéia

Leonéia Evangelista

é bacharel em Comunicação Digital pela Unisinos e mestre em Bibliotecas Digitais pelo programa Digital Library Learning (Erasmus Mundus). Trabalha com web há mais de 8 anos e atualmente cursa MBA em Marketing Estratégico.

Leonéia

Leonéia Evangelista

é bacharel em Comunicação Digital pela Unisinos e mestre em Bibliotecas Digitais pelo programa Digital Library Learning (Erasmus Mundus). Trabalha com web há mais de 8 anos e atualmente cursa MBA em Marketing Estratégico.

Compartilhe esse conteúdo com alguém que possa gostar também

Receba todo mês conteúdos
incríveis como esses para
seguir evoluindo

Conteúdos relacionados

Você pode até não perceber, mas as aplicações web já se tornaram parte da sua rotina. Diariamente, você acessa informações, realiza negócios e se comunica por meio dessas aplicações. Isso mesmo, desde plataformas de e-commerce que facilitam compras online até redes sociais que conectam bilhões de pessoas globalmente, as aplicações web desempenham um papel fundamental...
Ataque DDoS é uma das ameaças mais temidas por quem tem um site na internet. Imagine anos de investimento para construir a credibilidade de uma presença digital, para ver seu site sendo afetado por um ataque desse tipo.  Para se ter uma ideia, o Brasil pelo 10º ano consecutivo, é o líder do ranking de...

📅 Aulão GRATUITO 🚀 Como VENDER MAIS na internet 💰

Mensagens para você