📅 Conexão KingHost 🚀 Conteúdos exclusivos para o seu negócio evoluir no digital 💰

Kinghost | Blog

Google: fuja dos “link farms”

Publicado em 23/07/2013

Atualizado em 10/05/2023

Pessoal, nós temos uma série de 3 posts aqui no blog que fazem muito sucesso, sobre como ficar em primeiro lugar no Google. Você pode dar uma olhada neles nestes links abaixo:

Como ficar em primeiro lugar no Google por vários anos – Primeira parte

Como ficar em primeiro lugar no Google por vários anos – Segunda parte

Como ficar em primeiro lugar no Google por vários anos – Terceira parte

No entanto, nos questionamos se as informações são acessíveis a todos os usuários, tanto leigos quanto conhecedores. Por isso, decidimos criar uma segunda série de postagens sobre esse assunto, explicando cada tópico de maneira mais detalhada.

Esperamos que com nossas dicas todos vocês consigam sucesso com o seu site!

    • Não participe de “link farms”, sistemas de trocas de links automáticas. O Google não gosta disso.

 

O que são “link farms”?

O Google e outros sites de busca não gostam de sites que tentam incrementar, artificialmente, o PageRank adicionando lotes de links. Estes são os link farms, e sua vinculação pode diminuir o seu próprio PageRank.

Um Link Farm se caracteriza quando se cria um grande grupo de páginas, todas com links para o mesmo site e, provavelmente, com o mesmo texto.

Quem utiliza Link Farm quer um aumento de PageRank devido ao grande número de links externos que são criados com esta técnica. Como descreve um outro post aqui do blog, o Google interpreta um link da página A para a página B como um voto da página A para a página B, literalmente. A importância de uma página linkar para você, a natureza do conteúdo, o número de links desta página e as palavras que estão linkadas, tudo isso afeta o quão importante é essa “ligação” para ajudar a sua posição em sites de busca. Quanto mais links e de boa qualidade você tem, melhor a sua posição no PageRank do Google.

Link farms ocorrem na casa das centenas ou milhares de links trocados. Contudo, search engines desaprovam estas situações assim e o site é punido e perde PageRank e posicionamento nos resultados de busca.

No fim, acaba que Link Farms não trazem benefício algum e devem ser evitados. Link Farms manipulam a interpretação de relevância de search engines, prejudicam os usuários e são feitos para obtenção de bons posicionamentos, podendo não agregar nada ao usuário.

Antes mesmo de pensar em investir tempo na construção de links, você precisa fornecer conteúdo interessante para as pessoas lerem ou verem, uma vez que elas clicarão nos links que levem até você. Se você fornecer um conteúdo de qualidade, pode se tornar referência no seu nicho. Logo, outras pessoas poderão usar links que apontem para você

Fonte: MundoSEOwebdesignAgência Mestre

O que você achou deste conteúdo?

O que você achou deste conteúdo?

Compartilhe esse conteúdo com alguém que possa gostar também

Conteúdos relacionados

As ameaças virtuais estão mudando constantemente e se tornando cada dia mais sofisticadas. Por isso, para quem tem um negócio online, a segurança é um ponto que merece grande atenção. De acordo com o Relatório do Sitelock que analisou 14 milhões de sites em 2022, sites recebem cerca de 5.5 vezes mais tráfego de bots...

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos para apoiar o crescimento do seu negócio

Sem Título(obrigatório)

📅 Aulão GRATUITO 🚀 Como VENDER MAIS na internet 💰

Mensagens para você