10 dicas para abrir sua empresa – O que evitar


Abrir um negócio pela primeira vez é uma aventura sujeita a equívocos. Alguns desses problemas são simples de serem evitados, uma vez que você conhece a existência deles. Aqui estão descritos 10 erros comuns,  que podem prevenir ou diminuir a probabilidade de percalços na sua jornada. Note que as três primeiras dicas de empreendedorismo estão altamente relacionadas!

O que evitar ao abrir um novo empreendimento

1 – Subestimar a escolha do nome da sua empresa

O nome é um fator importante no estabelecimento de marca e divulgação de negócios. Um nome empresarial não deve ser um termo aleatório, é bom evitar também a junção de siglas que para seus potenciais consumidores não fazem sentido. O ideal é associar o nome da sua empresa ao posicionamento que você quer construir para ela no mercado. Selecione um nome simples e fácil de lembrar, boa parte das marcas de sucesso fizeram isso, pense um pouquinho e lembrará de algumas. Para finalizar esta dica, lembre de fazer uma pesquisa prévia para ter certeza que o nome escolhido já não está associado a alguma situação negativa, seja atual ou histórica.

2 – Não verificar a disponibilidade do nome escolhido

Após definir o nome do seu empreendimento, você precisará fazer uma pesquisa, verificando se o nome escolhido já tem domínio registrado. Se o endereço web estiver disponível, você também deve consultar o Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Intelectual). Por fim, não existindo o registro prévio da marca, não perca tempo! Registre sua marca e domínio o quanto antes para evitar dores de cabeça no futuro.

3 – Não ter um site

Ter um site é muito importante. Talvez você não precise de um e-commerce sofisticado e robusto, mas um site simples, mostrando o posicionamento da sua empresa é fundamental. Neste lugar as pessoas encontrarão as informações necessárias para contatá-lo, caso desejem o serviço ou produto que você oferece. Você não precisa investir muito, existem soluções como o Criador de Sites, uma ferramenta que permite a criação de sites por qualquer pessoa, de maneira muito fácil e intuitiva.

4 – Não ter um plano de negócios

Por menor que seja a sua empresa, é sempre muito útil ter um documento para guiar suas ações. Não prenda-se às burocracias, ele pode ser enxuto e simples, resumindo somente o que é importante para sua empresa. Um plano de negócios definirá os produtos e os objetivos da sua empresa, ajudando-o a manter o foco no que realmente importa.

5 – Escolher mal seu(s) sócio(s)

Sócios podem ajudar a alavancar um negócio. No entanto, quando a química para trabalhar entre os associados não combina, isto pode significar um retrocesso perigoso na gestão da empresa. Além de sintonia na visão de negócios, é sempre muito útil que seu sócio tenha um perfil profissional com habilidades complementares às suas. Considere diversos aspectos na hora de escolher um sócio, mas esteja aberto a pensamentos contrários as suas convicções, discussões saudáveis podem beneficiar o empreendimento.

6 – Não divulgar sua empresa

Investir em marketing é necessário. Você pode ter a impressão de que seu negócio está andando com as próprias pernas, mas é melhor investir em marketing enquanto você não precisa dele. Assim, independente de qualquer mudança no mercado você estará à frente de seus competidores.

7 – Não cultivar e buscar novos relacionamentos

Networking é muito importante. Não faça do seu escritório apenas um retiro de concentração e produtividade. Certamente estes momentos são muito importantes, porém eles devem ser acompanhados de reuniões, visitantes, saídas eventuais e periódicas. Você pode ir a eventos na sua área de atuação e, assim, conhecer outros empreendedores. Isto, entre outros benefícios, ajudará a refrescar suas ideias e conhecer outras perspectivas.

8 – Tentar fazer tudo sozinho

No início é normal, você vai precisar se desdobrar em mil, fazendo tudo o que for necessário para seu negócio decolar. Porém, algumas pessoas levam esta realidade muito longe e esquecem de delegar tarefas. O stresse, graças ao acúmulo de tarefas por longos períodos, pode prejudicar seriamente a sua saúde. Assim que seu negócio começar a dar lucro, pense em contratar freelancers, estagiários ou mesmo um funcionário efetivo.

9 – Focar todas as ações de marketing em uma mesma frente

Concentrar todos os esforços de marketing em um mesmo canal é um erro comum. Os melhores resultados virão de uma estratégia de marketing bem distribuída. Considere o uso das ferramentas que melhor se enquadram ao seu negócio e tenha um planejamento, com indicadores que demonstrem o êxito das campanhas. Alguns meios de divulgação para seus produtos ou serviços são o marketing de conteúdo, redes sociais, email marketing, relações públicas, mídia convencional e etc.

10 – Não se atualizar

A única maneira de manter seu empreendimento competitivo no mercado é através da inovação e desenvolvimento de seus produtos e/ou serviços. Para isto, é muito importante se manter aberto ao aprendizado. Corra atrás das informações da sua área de atuação. Além de buscar atualização através de cursos convencionais, você pode se beneficiar dos vários materiais úteis e gratuitos da web, sejam e-books, portais de conteúdo, webinars, fóruns, vídeos, etc.

Leonéia Evangelista

é bacharel em Comunicação Digital pela Unisinos e mestre em Bibliotecas Digitais pelo programa Digital Library Learning (Erasmus Mundus). Trabalha com web há mais de 8 anos e atualmente cursa MBA em Marketing Estratégico.
Leonéia Evangelista

Comentários

comentário(s)

Categories
Tags