Conheça Roberta Vasconcellos do aplicativo Tysdo


Durante o Conexão KingHost 2014, entrevistamos Roberta Vasconcellos e aprendemos um pouco mais sobre o aplicativo Tysdo (Things You Should Do). Além disso, ela nos contou um pouco sobre suas experiências, dando dicas para quem deseja empreender.

Uma lista de desejos, esta é a ideia central do aplicativo idealizado por Roberta. O conceito parece simples, mas o app tem chamado a atenção de experts da área de tecnologia e empreendedorismo. Como reconhecimento deste trabalho, Roberta foi finalista do Prêmio Claudia 2014 e uma das nomeadas pela Forbes Brasil na lista 30 pessoas abaixo de 30. Ela conta que teve como referência e influência sua familia empreendedora e o irmão que sempre foi super ligado em tecnologia. Foi seu irmão, inclusive, que uniu-se a ela e mais dois amigos para participar do desenvolvimento do Tysdo.

Além de idealizadora do aplicativo, Roberta também faz parte do São Pedro Valley em BH. Para quem não conhece, este é um movimento de apoio mútuo entre startups, incubadoras, aceleradoras, coworkings e eventos de empreendedorismo, que surgiu no bairro São Pedro de BH. Além de ser uma concentração geográfica de iniciativas tecnológicas, a grande motivação do grupo é o networking para troca de informações e experiências entre os participantes. O grupo é muito importante pois incentiva o empreendedorismo e o cooperativismo na região.

aplicativo Tysdo

Sobre o Tysdo

Segundo Roberta, o objetivo principal do app é motivar as pessoas a vivenciarem os seus sonhos. Ela acredita no social como potencializador e facilitador desses desejos. O social instiga e ajuda as pessoas a sentirem-se mais inspiradas e motivadas para alcançarem seus objetivos: “O primeiro passo para alguém realizar um plano é exteriorizar, especialmente escrevê-lo. Por ter o apoio e o incentivo social no momento em que dividimos nossos planos, a chance de colocá-los em prática é maior.” Ela acredita que esse incentivo aumenta ainda mais quando compartilhamos nossos sonhos no aplicativo porque além de ficar visível para outras pessoas, ali podemos receber dicas, novidades e informações valiosas a respeito do tópico de interesse.

Questionada sobre o futuro, ela fala das possibilidades de marketing de experiência que o Tysdo pode proporcionar: “Sabemos que alguém deseja ir para Istambul, não que foi ou está lá. Estamos gerando a demanda antes da oferta.” Com isto em mente, o aplicativo pode tornar-se a ponte entre o desejo e a realização de um sonho e, para isto, ela aposta na parceria com marcas como modelo de negócio. Como exemplo do potencial do app, ela citou a lista do bem desenvolvida para o Hospital Albert Einsten. Nessa lista as pessoas expressavam a vontade de doar sangue, serem voluntários por um dia ou realizarem alguma outra atividade beneficente, depois elas foram contatadas para colocar em prática o desejo.

Um conselho para quem deseja, mas tem medo de abrir um negócio:

Ela enfatiza: “Não tenha medo de dar o primeiro passo, o máximo que pode acontecer é você falhar. A falha não é tão valorizada no Brasil, mas lá fora é muito valorizada. No exterior as pessoas chegam a colocar no currículo: tive tantas empresas e tantas falharam porque isto significa experiência. Tem também a questão da burocracia que dificulta muito as coisas no Brasil, é dificil abrir e fechar uma empresa aqui. No entanto, hoje, com os recursos tecnologicos que temos e especialmente (se considerarmos) o meio tecnológico e de startups, temos a possibilidade de testar e validar ideias sem um custo fixo de escritório e sem precisar formalizar uma empresa. O conselho principal é: arrisque! Converse com muitas pessoas, dívida suas idéias e corra atrás das informações porque recursos de financiamento existem. Vá! Aproveite as oportunidades, corra atrás das suas ideias e o sucesso virá como consequência do seu trabalho.

Sobre as mulheres e o empreendedorismo

Roberta disse estar feliz pois está tendo a oportunidade de conhecer muitas mulheres que têm a iniciativa de empreender. No entanto, ela salienta que “é realmente bastante raro ver mulheres na área de tecnologia, ou mesmo mulheres desenvolvedoras em eventos de Startups”. De acordo com suas palavras “é uma consequência histórica, mas estamos trabalhando para melhorar isso e a tendência é melhorar cada vez mais. Acredito que as habilidades de mulheres e homens se complementam.

A importância de eventos de empreendedorismo no cenário Brasileiro

Roberta destaca as possibilidades de contato e networking em eventos de empreendedorismo como o Conexão KingHost. “Muitas oportunidades surgem da rede de relacionamentos que criamos. Se eu pudesse dar uma dica, eu diria: Pergunte mais, observe mais, faça mais network e experimente mais! Se a pessoa conseguir combinar estas quatro qualidades, ela tem a possibilidade de associar ideias de negócio a eventos que participou e também a pessoas que conheceu lá. Em algum momento isto vai casar com o projeto que está sendo desenvolvido e vai ser útil.”

Leonéia Evangelista

é bacharel em Comunicação Digital pela Unisinos e mestre em Bibliotecas Digitais pelo programa Digital Library Learning (Erasmus Mundus). Trabalha com web há mais de 8 anos e atualmente cursa MBA em Marketing Estratégico.
Leonéia Evangelista

Comentários

comentário(s)

Categories