Mês do Orgulho: Como é ser LGBTQIA+ na KingHost?


Nós da KingHost defendemos a inclusão e diversidade como parte do nosso DNA. Entendemos que as empresas têm um papel fundamental de transformação na sociedade e incentivamos o diálogo e o fortalecimento da sensação de pertencimento dentro das organizações. Pensando nisso, vamos contar o que temos feito nesse sentido e também compartilhar depoimentos dos nossos KingHosters sobre como é ser LGBTQIA+ na KingHost.

A Inclusão e Diversidade na KingHost

Há alguns anos começamos a discutir assuntos como o combate à homofobia, ações antirracistas, masculinidade tóxica entre outros tópicos muitas vezes considerados tabus e delicados. Todas as ações prévias incentivaram a criação de um Comitê de Inclusão e Diversidade na KingHost, no início de 2019, com cerca de 20% dos nossos colaboradores, que carinhosamente chamamos de KingHosters.

De lá pra cá, o céu foi nosso limite. Conseguimos aplicar diversas ideias, encontros mensais, palestras, workshops, dinâmicas de empatia, convidar pessoas referências em assuntos relacionados à área, espaços seguros para conversas, entre outras atividades. Criamos uma identidade visual própria do nosso comitê, tanto para apresentações internas quanto externas e os nossos bottons e adesivos da diversidade viraram os queridinhos dos públicos nos eventos externos (saudades eventos presenciais). Além disso, alcançamos destaques como matérias para a Rede Pampa, RBS TV (afiliada da rede Globo), e Rede Record.

Mais recentemente, na metade de junho de 2020, coincidentemente Mês do Orgulho LGBTQIA+, fomos agraciados sendo listados dentro do top 10 das melhores empresas do Brasil para trabalhar no ranking LGBTQIA+ do Great Places to Work (GPTW). Nós da KingHost nos orgulhamos muito da comunidade LGBTQIA+, afinal, diversidade é um dos nossos principais pilares. E um spoiler: esse mês também entramos pro Ranking Étnico-racial e das Mulheres do GPTW também.

Por isso, no mês do orgulho, convidamos alguns KingHosters para compartilhar como é ser LGBTQIA+ na KingHost.

1. Daiane Moraes – Analista de Ouvidoria

Posso dizer que eu, como lésbica, hoje me sinto privilegiada em trabalhar na KingHost. É muito bom poder ser eu mesma, mostrando minhas potencialidades, pois afinal, elas estão ligadas à minha personalidade. Na King acredito que as pessoas tenham meios para se expressar, conviver com a diversidade e expandir os seus olhares. Nós temos a oportunidade de mostrar nosso lado mais bonito, que é de onde vem o nosso amor.

2. Eduarda Moraes (Dudinha) – Assistente de Desenvolvimento

Para mim é um privilégio tremendo, ser acolhida em um ambiente de trabalho é uma experiência que infelizmente muitas pessoas LGBTQIA+ não podem experienciar na nossa realidade. Tenho orgulho que de poder falar que estou em um ambiente que me aceita e apoia das mais diversas maneiras.

3. Fernanda Schilling – Analista de Ouvidoria

Trabalhar na KingHost e ser LGBTQIA+ é um grande privilégio. Desde o primeiro dia de empresa eu me sinto à vontade e tenho o apoio e toda liberdade do mundo para me expressar e ser quem realmente sou. Eu fico feliz de ter essa liberdade e, ao mesmo tempo, saber que é um ambiente totalmente seguro para isso. Além de todos esses fatores, é incrível como a gente sempre tem o que aprender e evoluir com as histórias e vivências dos colegas. Eu realmente tenho muito orgulho do que é construído dentro da KingHost e, principalmente, de fazer parte disso.

4 Guilherme Mota – Analista de Cobrança

Ser LGBTQIA+ na KingHost é poder viver sem precisar se esconder, sem ter medo, sem negar os sentimentos, sem precisar medir palavras e gestos, independente o contexto. É ter esperança e confiança num amanhã melhor para a sociedade, é libertação e faz com que eu me se sinta confortável comigo mesmo no mundo.

5. Ivan Guevara – Analista de Branded Content

Só pelo fato de poder responder a essa pergunta, eu expresso a gratidão e o privilégio de ser um KingHoster e trabalhar numa empresa que me permite esse espaço. A confiança que as pessoas têm na gente, somado ao não julgamento por você ser quem você realmente é, faz com que seja uma experiência transformadora trabalhar aqui. Na King pude concilicar meus valores pessoais com os valores da empresa, e esse sentimento não tem preço.

Reconheço que, infelizmente, fazemos parte de uma ainda minoria de espaços com esses privilégios. Contudo, tenho certeza que um dos nossos objetivos é mostrar como é possível construir ambientes inclusivos, diversos, com pertencimento e muito respeito – e, dessa forma, inspirar outras empresas e organizações a fazerem o mesmo.

 

5. Jeferson Konezieski Couto – Coordenador de Customer Success

Eu sempre falo, para todos que entram na empresa, pois tenho o privilégio de estar no onboarding dos novos colegas, que aqui é um lugar onde cada um pode ser o que quiser, do jeito que quiser. Eu busco incentivar através de um convite bem simples: “Seja você, seja transparente, seja protagonista“.

Queremos todas pessoas que possam ser (ou se tornar) protagonistas de suas histórias, carreiras e de suas vidas. Por isso, buscamos cultivar um espaço de liberdade e de acolhimento, onde o mais importante é a pessoa ser ela em um estado pleno e em toda sua pluralidade. E com isso, a única preocupação passa a ser desempenhar com excelência o seu papel tecnicamente.

Nós trabalhamos com humanos e para humanos, através do uso da tecnologia, e precisamos nos reconhecer nessa dimensão e quando isso acontece criamos uma conexão genuína e muito forte. Poder sentir-se autêntico é um estado de transcendência e que nos leva ao orgulho (do que somos e do que fazemos).

Aqui na King eu sempre me senti a vontade de ser quem eu sou, de uma forma legítima. E isso foi sempre natural. O ambiente é acolhedor e muito saudável. O único princípio que nos rege é o respeito. Eu serei considerado e avaliado, em algumas situações, através aspectos formais, mas o mais importante e o que mais se considera é o que posso entregar com as minhas capacidades intelectuais e de relacionamento.

Desde que ingressei, isso já faz quase 8 anos, e convivo nesse ambiente, e por causa dele eu consegui criar times com estruturas diversas e acolhedoras – até mesmo como forma de retribuir e manter esse estado de liberdade e diversidade.

Poder ser eu, acima de tudo, aqui na KingHost é uma experiência única, que me dá a certeza de estar vivendo e ajudando a construir um mundo melhor, mais justo e igualitário para todes.

6. Laura Sonaglio – Assistente de Vídeo

Trabalhar na KingHost e poder ser quem eu sou assumidamente, sem medo ou sem esperar julgamentos, eu descobri que o mundo é mais cheio de cores do que eu imaginava me faz ser e me sentir inteira.

Inteira nas conexões que construo no meu dia a dia no trabalho e nas entregas que eu me comprometo como profissional.

Posso afirmar hoje que eu me redescobri como profissional aqui dentro da KingHost graças a essa oportunidade de trabalhar de forma 100% humana e me permitindo ser eu mesma durante todo esse processo. Hoje eu trabalho com o que eu amo e em uma empresa que me dá a liberdade de ser a profissional e a pessoa que eu sou.

7. Muller Gonçalves – Analista de Suporte

Trabalhar na KingHost e fazer parte da comunidade LGBTQIA+ é como estar com uma família acolhedora, significa poder te assumir sem julgamentos e te influenciar a sempre demonstrar a sua verdadeira personalidade, com certeza é um dos melhores lugares que já trabalhei na vida.

8. Nathália Fausto – Assistente Jurídico

A KingHost transborda liberdade para ser e criar; a ausência de peso de rótulos permite a pluralidade de ideias e ações, trazendo fluidez no nosso dia a dia.

Ser LGBTQIA+ nesta empresa é se sentir acolhido, livre, privilegiado e valorizado. Aqui as características pessoais são só isso, características, não definindo em nada o profissional que cada um é. Me sinto orgulhosa de fazer parte de uma empresa que proporciona um ambiente saudável e confortável para que seus colaboradores se permitam e evoluam cada vez mais.

9. Thaiane Haussen (Thai) – Analista de Operações

Trabalhar na KingHost é me sentir livre para ser quem realmente sou. Me sinto numa grande família (de KingHosters) onde sou muito bem acolhida, desde a primeira vez que entrei lá.

Sei que sou privilegiada de estar num ambiente assim e que infelizmente não é a realidade de muitas pessoas LGBTQIA+. Com base no que vivo na King sigo com esperança de que isto não seja apenas um privilégio para poucos LGBTQIA+ e que as coisas melhorem num futuro não muito distante.

10. Thamiris Delmanto – Analista Administrativo

Estar na KingHost não é apenas um privilégio por poder ser quem eu sou, mas também por poder falar abertamente sobre isso, ter a liberdade de me mostrar e ainda trazer para empresa várias ações para aprendermos mais sobre diversidade. Aqui, eu tenho a coragem e ORGULHO em dizer que sou LGBTQI+ e uma KingHoster.

11. Victor Gomes – Designer

Para mim, ser LGBTQIA+ na King nunca foi um tabu ou algo fora do normal, muito pelo contrário. Sempre tive a oportunidade e liberdade para ser quem eu sou, sem máscaras ou filtros. E sei que é um privilégio, não é a realidade de outros lugares, mas a cultura da King proporciona que isso seja legítimo e orgânico. Por esse e tantos outros motivos sempre tive #OrgulhoDeSerKing.

Por aqui, espalhamos o #OrgulhoDeSerKing. Quer se tornar um KingHoster, fique ligado nas vagas disponíveis no banner abaixo.

banner-vagas-kinghost-post-orgulho-lgbtqia-na-kinghost

Aproveita e nos conta, como é ser LGBTQIA+ na esfera em que você convive? Deixe nos comentários como foi o mês do orgulho.

Leia também:

 

Ivan Guevara

Analista de Conteúdo em KingHost
Jornalista por formação, especialista em Marketing pela FGV. Movido por música, good vibes e baterias carregadas.
Ivan Guevara

Comentários

comentário(s)

Categories