O que é Big Data e como ele pode ajudar você a tomar melhores decisões


Vem conhecer mais sobre o que é Big Data e como ele pode ajudar sua empresa a ter mais sucesso.

Sem tempo? Ouça o conteúdo na integra 🎧

“Dados são o novo petróleo” talvez seja a frase que repetida nos últimos anos. E faz muito sentido, não é mesmo? Afinal de contas, estamos vivendo a era de ouro dos dados.

Por dia são gerados uma quantidade enorme de dados. Só para você ter uma ideia, dados divulgados pela Sysorex, empresa especializada em análise de dados, alguns números confirmam essa afirmação:

  • 2,5 quintilhões de bytes são criados por dia;
  • 90% dos bytes de dados no mundo foram criados nos últimos dois anos.

Essa grande quantidade de informações geradas a cada segundo fez com que as empresas tivessem que desenvolver soluções para trabalhar com estes dados e tirar oportunidades e informações de cada um deles.

Daí surgiu o termo Big Data e hoje vamos mergulhar de cabeça nesse fascinante e desafiador universo dos dados.

O que é Big Data?

Big Data é um conceito que se refere a um grande volume de dados estruturados e não estruturados que são gerados a cada segundo. É uma ferramenta inserida no contexto da Era da Informação que permite aos negócios aumentar a sua capacidade de tomar decisões baseadas em dados.

As fontes de dados na Era da Informação são infinitas, dos tradicionais smartphones e computadores a dispositivos que se modernizaram e são capazes de gerar inúmeros dados, como geladeiras, carros e dispositivos vestíveis (wearable devices, como relógios).

O grande diferencial do Big Data é a possibilidade de cruzar todos estes dados captados de diversas fontes para gerar insights rápidos, precisos e muito valiosos para o negócio.

A essência desse conceito, e  também o grande desafio, está em gerar valor para negócios. Quanto mais dados temos, maior o esforço de processamento para gerar informações e maior a necessidade de saber o que fazer com cada byte de informação.

Os Vs do Big Data

Uma forma bastante simples de entender o conceito e contexto do Big Data é entender o que chamamos de V’s do Big Data.

Inicialmente, o conceito englobava apenas 3 Vs: volume, velocidade e variedade. Com o passar do tempo mais dois Vs de veracidade e valor. Vamos entender cada uma deles agora:

Volume

O primeiro V diz respeito ao volume de dados gerados e refere-se a quantidade de dados que o Big Data trabalha.

Variedade

O segundo V refere-se a variedade de dados e fontes que você trabalha. Quanto mais variados forem as fontes e os dados analisados melhor e mais completo será o processo. Em contrapartida, quanto mais dados e fontes você manipula, maior é a complexidade para trabalhar os dados.

Velocidade

O terceiro V é sobre velocidade e se refere a um dos maiores desafios do Big Data. Devido ao grande volume e variedade de dados, o processamento destes dados deve ser ágil para gerar as informações necessárias.

Veracidade

A veracidade está ligada diretamente ao quanto o dados coletados são verdadeiros. A grande quantidade de fontes e dados pode acabar gerando dados imprecisos ou falsos e ações sem a mesma efetividade que se espera, daí a importância de trabalhar com fontes e dados verdadeiros.

Valor

Por último, o V de valor. De nada adianta gerar uma grande variedade e quantidade de dados se eles não ajudarem sua empresa a tomar decisões mais acertadas. Por isso, uma das grandes discussões sobre Big Data é sobre gerar quantidades absurdas de dados que não servem para auxiliar na tomada de decisão.

Estruturação dos dados

Agora que você já entendeu o que são e para quê funcionam os Vs do Big Data, vamos falar um pouco sobre o que é estruturação de dados e a sua importância.

No universo dos dados existem dois tipos de dados: dados estruturados e não estruturados.

Vamos entender um pouco melhor sobre cada um.

Dados estruturados

Dados estruturados são aqueles que possuem uma estrutura determinada, com categorias, clusters e definições, como localização, vendas e informações sobre o perfil de clientes, contatos entre outros.

Podemos encontrar dados estruturados em bancos de dados que mantém uma estruturação dos dados bastante clara. Softwares como ERPs, CRMs, sistemas financeiros, sistemas de RH, entre outros possuem dados estruturados.

Dados não estruturados

Já os dados não estruturados é o tipo de dado mais complexo de se trabalhar, uma vez que não existe estruturação, sendo necessária intervenção humana para sua preparação.

Podemos encontrar dados não estruturados nas redes sociais, como Twitter, YouTube, Facebook, Instagram em portais de notícias etc.

Quando falamos em intervenção humana para preparação, queremos dizer que, por exemplo, após realizar um apanhado de menções à sua marca nas redes sociais é necessário que aconteça uma intervenção para analisar e categorizar os dados.

Tipos de dados do Big Data

Existem três tipos de dados dentro do Big Data: social data, enterprise data e personal data.

Vamos conhecer cada um deles.

Social data

Social data são dados gerados a partir das pessoas e ajudam a entender seus padrões de comportamento. Dados como pesquisas no Google, comportamento nas redes sociais são dois exemplos de social data.

Enterprise data

São os dados gerados por empresas como dados financeiros, de recursos humanos, operações, marketing etc e nos ajudam a medir a performance da empresa e entender os processos da empresa, identificando oportunidades e gargalos que podem estar impactando os resultados.

Personal data ou data of things

Um tipo de dado relativamente novo que é gerado a partir de dispositivos inteligentes, como geladeiras, carros, TVs e outros dispositivos que estão conectados à internet e conversam entre si.

É através do cruzamento desses três tipos de dado que temos em mãos uma variedade enorme de insights que podem mudar o rumo do seu negócio.

Como aplicar o Big Data na sua empresa?

Você já entendeu que o Big Data se apoia em preceitos bem definidos, que a variedade e quantidade de dados e fontes são o que fazem a diferença, agora deve estar se perguntando como aplicar no dia a dia e tirar ideias e informações para tomar melhores decisões, certo?

A resposta está em um outro conceito que vem crescendo muito nos últimos anos: a análise de dados.

Sem ela os incontáveis bytes de dados são apenas números e textos sem sentido. Sem uma análise correta e criteriosa é impossível gerar informações valiosas e direcionar os esforços da sua empresa em um caminho mais certeiro. Por isso, a análise de dados anda lado a lado do Big Data.

Analisar os dados é examinar criteriosamente na tentativa de encontrar informações relevantes que indiquem padrões, comportamentos ou direções que sua empresa pode seguir.

Na sua empresa em quais áreas o Big Data já é utilizado? Conta pra gente nos comentários.

Vinícius Pereira

Analista de Conteúdo em KingHost
Graduado em Marketing, membro do time da KingHost. Apaixonado por marketing de conteúdo e Rock N' Roll.
Vinícius Pereira
Resumo
O que é Big Data e como ele pode ajudar você a tomar melhores decisões
Nome do Artigo
O que é Big Data e como ele pode ajudar você a tomar melhores decisões
Descrição
Quer saber mais sobre o que é Big Data e como ele pode ajudar sua empresa a ter mais sucesso? Confira esse post e tire todas as suas dúvidas.
Autor
Nome
KingHost
Logo

Comentários

comentário(s)

Categories
Tags