Tendências de tecnologia para 2021


Confira uma lista com onze tendências de tecnologia que você deve ficar de olho em 2021.

Sem tempo? Ouça o conteúdo na integra 🎧

2020 está chegando ao seu final e 2021 já começa a aparecer no horizonte. E essa época do ano é ideal para planejar as ações e estratégias para o próximo ano. É hora de buscar referências, procurar novas tendências para investir.

Por isso, estamos publicando uma série de textos com diversas tendências que terão destaque em 2021.

Quer ficar por dentro das principais tendências para 2021? Confira nossa série especial de posts sobre o assunto:

Chegou a hora de falarmos sobre as principais tendências de tecnologia para 2021.

Tendências de tecnologia para 2021

5G

Começamos nossa lista por uma das tecnologias mais aguardadas em 2021.

A tecnologia 5G vem para substituir o 4G no Brasil, oferecendo mais rapidez e qualidade na conexão e conexão com um número maior de dispositivos. Além disso, por conta da maior velocidade de conexão, a tecnologia 5G possibilita mais qualidade na transmissão e recepção de arquivos e dados.

Inteligência Artificial

Inteligência Artificial é um termo que costuma sempre aparecer nas listas de tendências de tecnologia para o futuro, e em 2021 ela seguirá presente com mais força do que nunca.

A Inteligência Artificial já é realidade no dia a dia de diversas empresas, facilitando a execução de tarefas, reduzindo custos e esforços humanos.

Em 2021, a tecnologia vai auxiliar a garantir a segurança cibernética das empresas. Ela será responsável por ajudar a compreender riscos de ataques, através da análise de bilhões de diferentes sinais em toda a rede.

Blockchain

Bitcoin, Ethereum e diversas outras moedas digitais já estão presentes no dia a dia de diversas empresas pelo mundo todo.

Em 2021, com a ajuda da tecnologia blockchain, a busca pela segurança desse tipo de moeda será muito grande.

Essa tecnologia de criptografia armazena as informações das transações realizadas com esse tipo de moeda em milhares de computadores pelo mundo, mantendo a segurança das moedas digitais e evitando que elas possam ser fraudadas por hackers.

Internet de comportamentos

A Internet de Comportamentos (IoB) refere-se ao uso de dados para alterar comportamentos. Com um aumento de tecnologias que reúnem a “poeira digital” da vida diária — dados que abrangem os mundos digital e físico — essas informações podem ser usadas para influenciar comportamentos.

A IoB pode reunir, combinar e processar dados de muitas fontes, como dados comerciais de clientes; dados do cidadão processados ​​pelo setor público e agências governamentais; mídia social; implantações de reconhecimento facial em domínio público; e rastreamento de localização criando soluções e ações para melhorar produtos e processos.

No centro da discussão sobre IoB estão as implicações éticas e sociais que a tecnologia apresenta. Por exemplo, as seguradoras de saúde podem cruzar os dados dos dispositivos vestíveis, seus dados de compras para rastrear as atividades físicas que você realiza e a compra de alimentos não saudáveis para aumentar os valores do seu plano de saúde.

As Leis de proteção de dados também terão papel fundamental para definir o impacto na adoção e escala da IoB.

Experiência total

A experiência total combina multi experiência, experiência do cliente, experiência do funcionário e experiência do usuário para transformar os negócios. O objetivo dessa tendência é melhorar a experiência geral de todos os envolvidos no processo, funcionários, clientes e usuários.

A busca por conectar fortemente todas essas experiências, ao invés de melhorar individualmente cada uma delas, pode diferenciar uma empresa dos seus concorrentes em larga escala, criando uma vantagem competitiva extremamente grande.

Computação que aprimora a privacidade

A busca por privacidade dos dados promete guiar diversas ações a partir de 2021. Nesse cenário, a computação que aprimora a privacidade se apresenta com três tecnologias que ajudam a proteger os dados.

A primeira solução fornece um ambiente confiável em que os dados confidenciais podem ser processados ​​e analisados com segurança. A segunda executa o processamento e a análise de maneira descentralizada, enquanto a terceira realiza a criptografia dos dados e algoritmos antes do processamento ou análise, garantindo segurança em todas as etapas do processo.

Nuvem distribuída

Nuvem distribuída é a solução em que os serviços de nuvem são distribuídos para diferentes locais físicos, enquanto a operação, governança e evolução permanecem sob responsabilidade do provedor de nuvem pública.

Especialistas apontam a nuvem distribuída como o futuro da nuvem, por permitir que as organizações tenham os seus serviços fisicamente mais próximos, otimizando cenários de baixa latência, reduzindo os custos de dados e ajudando a acomodar as leis que determinam que os dados devem permanecer em uma área geográfica específica.

Operações em qualquer lugar

A pandemia do coronavírus fez com que as empresas realizassem mudanças para permitir que as atividades pudessem ser realizadas em qualquer lugar do mundo.

Daí surgiu a tendência de operações em qualquer lugar, permitindo que os negócios sejam acessados, entregues e habilitados em qualquer lugar, independente de onde estejam os clientes, empregadores, colaboradores e fornecedores.

Essa tendência se apoia na premissa de “digital primeiro, remoto primeiro”. O que isso implica em negócios e interações físicas? Que os espaços físicos devem ser aprimorados digitalmente para que as interações ocorram sem contato físico, por exemplo.

Malha de segurança cibernética

Garantir o controle da segurança cibernética de forma escalonável, flexível e confiável é o objetivo da malha de segurança cibernética.

Em um mundo em que cada vez mais os ativos e dados das empresas estão fora do perímetro de segurança tradicional que estamos acostumados, a malha de cibersegurança surge como alternativa para garantir a segurança dos dados através de diretrizes arquitetônicas pensadas para o novo cenário digital.

Negócio inteligente combinável

Outra tendência de tecnologia que está apoiada nas mudanças provocadas pela pandemia. Essa tendência sugere que os negócios devem se adaptar e se reorganizar com base na situação atual.

Como nós já falamos aqui antes, a pandemia acelerou a transformação digital nas empresas, e essa tendência sugere que as empresas a partir disso devem ser ágeis e tomar decisões de negócios rapidamente e baseadas nos dados disponíveis.

O que isso significa na prática? Que as empresas devem buscar formas de melhorar o acesso às informações, aumentar a quantidade de informações com cada vez mais contexto e melhorar a sua capacidade de responder rapidamente a mudanças.

Também será necessário maior autonomia e democratização em toda organização, permitindo que partes das empresas reajam rapidamente, em vez de serem presas por processos ineficientes.

Hiperutomação

E, por último, a hiperutomação, que é o conceito de que tudo o que pode ser automatizado em uma organização seja automatizado.

Essa tendência surge para combater processos de negócios legados que não são simplificados, extremamente caros e que sugam a produtividade das empresas.

É hora de rever tecnologias que não são enxutas, otimizadas, conectadas, limpas ou explícitas, buscando por soluções eficientes, rápidas e democráticas. Sob a pena de que empresas que não se concentram em eficiência, eficácia e agilidade de negócios sejam deixadas para trás.

Qual dessas tendências de tecnologia você pretende aplicar na sua empresa? Conta pra gente nos comentários.

Vinícius Pereira
Últimos posts por Vinícius Pereira (exibir todos)
Resumo
Tendências de tecnologia para 2021: 11 tecnologias para ficar de olho
Nome do Artigo
Tendências de tecnologia para 2021: 11 tecnologias para ficar de olho
Descrição
Confira uma lista com onze tendências de tecnologia que você deve ficar de olho em 2021 e prepare sua empresa para o futuro.
Autor
Nome
KingHost
Logo

Comentários

comentário(s)