Tipos de VPS: Entenda qual o melhor para sua máquina


Os tipos de VPS que podem ser encontrados são VPS Linux e VPS Windows, que se diferenciam pelo seu tipo de linguagem de programação.

As funções do Servidor Virtual Privado permanecem sendo as mesmas em ambas as escolhas: proporcionar processamento, memória e um ambiente de testes seguro dentro da sua máquina. 

O que mais vai diferenciar um servidor do outro são as especificações dos sistemas operacionais. 

No caso do Linux, por exemplo, o sistema é com código aberto, sendo mais barato, porém exige o conhecimento de terminologias e comandos para usar com propriedade.

Já o Windows, da Microsoft, tem uma interface amigável e intuitiva, tornando seu preço mais alto, porém proporcionando mais facilidade de adaptação. 

Agora que você já conheceu, ou relembrou, os tipos de VPS, chegou o momento de aprofundar esse tema. Continue acompanhando o conteúdo ou escolha abaixo para qual parte deseja ir. 

O que vai encontrar sobre VPS:

Vantagens e desvantagens dos tipos de VPS
Servidor VPS Brasil: Vale a pena ou não?
O que mais muda de um tipo de VPS para o outro?
Configuração ideal da máquina para ter um servidor VPS
O que considerar para comprar um servidor VPS?

Vantagens e desvantagens dos tipos de VPS

O servidor VPS sempre vai ser um bom investimento para realização de testes, potencializar a performance da máquina ou, até mesmo, aprimorar o conhecimento sobre servidores. 

Mas, quando existe uma variedade de qualquer produto, é interessante saber suas diferenças e qual modelo é mais indicado para o que você procura. 

Pensando nisso, construímos o quadro abaixo que compara a configuração e a usabilidade do VPS Linux e Windows. Confira!

LinuxWindows
VantagensNão depende de licenciamento de software. Recursos facilitados, interface amigável e intuitiva. Não precisa de conhecimento técnico.
DesvantagensPrecisa ter conhecimento técnico específico.Você paga pela permissão de uso, por ser um produto da Microsoft. 
CódigoCódigo abertoCódigo fechado 
DistribuiçãoUbuntu, CentOS, Debius, Fedora e ScientificWindows Datacenter
Acesso Acesso Root, remoto por SSH (Secure Shell) apenas inserindo o código de acesso de um ambiente virtual.Console web, Painel KingHost ou pelo terminal remoto, via RDP.
Linguagens Compatibilidade com linguagens PHP. Linguagens de programação exclusivas da Microsoft e compatibilidade com SQL Server e Access.
PainelCompatível com cPanel e Painel KingHost. Apenas painéis pagos, como o Azure ou Plesk.

Independente de qual deles você escolher, o rendimento do servidor vai ser o mesmo dentro da sua máquina. O que mais vai fazer diferença, é a maneira como você vai configurar e a localização do servidor. 

Quando um servidor internacional é usado, o tempo de resposta tende a ser muito maior, tornando a usabilidade menos ágil. Mas, se for nacional, a latência será maior, logo, terá mais rapidez. 

Leia também: 

Como escolher uma hospedagem VPS? 

Como medir a performance de um Servidor VPS?

Servidor VPS Brasil: Vale a pena ou não?

Sim, vale muito a pena! Os tipos de VPS, seja lá qual você escolher, vão performar melhor quando servidor for nacional, no Brasil. 

Em qualquer serviço em que a estrutura for nacional, a latência será menor, ou seja, o tempo de resposta será poucos segundos, e ainda vai contar com mais estabilidade por simples fator: a localização próxima ao servidor.   

Além da infraestrutura mais concisa, o preço também acaba sendo um benefício porque você paga em real, sem precisar se preocupar cada vez que o dólar sofrer uma alteração. 

Contratando um VPS no Brasil sua máquina vai ter a mesma qualidade com um custo benefício muito melhor. 

O que mais muda de um tipo de VPS para o outro?

Dentre os tipos de VPS o que mais vai mudar é o acesso root, responsável por fazer a administração do sistema. 

Isso significa que pode haver uma variação de controle no servidor conforme o local e o plano contratado. Se você quer controlar e administrar tudo, fique ligado nesse detalhe que vai fazer toda a diferença, especialmente em projetos robustos. 

Outra coisa que vale prestar atenção é o acesso SSH (Secure Socket Shell), que também faz o gerenciamento do sistema, mas de forma remota, longe da máquina ou do servidor de acesso. 

Toda a interface desse acesso é feita por texto, usada para criar o acesso Shell remoto, para executar comandos e fazer a ligação entre o computador, site ou servidor. 

Por ser um acesso bem popular no universo de VPS, vamos falar sobre o padrão de SSH, descrito como ssh {user}@{host}, e dividido em três partes, sendo elas: 

  • ssh: indicação do comando responsável pela comunicação do sistema para abrir uma conexão criptografada e segura;
  • {user}: conta que deseja se conectar remotamente como usuário root (raiz). Nesse momento já é possível ter autonomia em todo o sistema;
  • {host}: máquina que está precisando do acesso. Precisa da inserção do número de IP ou nome de domínio específico. 

É indispensável esse tipo de configuração e, ao terminar, clique em ENTER para prosseguir.

Leia também:
Como configurar Servidor VPS na KingHost?
Servidor VPS: Como Funciona e Quais as Principais Características
Cloud ou VPS: Qual Servidor em Nuvem Usar?

E qual a configuração ideal da máquina para ter um servidor VPS?

Para os tipos de VPS, tanto Linux quanto Windows, é recomendada uma máquina que tenha, pelo menos, um processador Intel Xeon E5-2630 V4, Clock com frequência de 2,2 GHz e Banda / throughput de rede: 50Mbit/s. 

A configuração pode ser diferente do que recomendamos, sem problema algum, desde que isso não impeça o desempenho do seu projeto. 

Algumas empresas ainda podem mencionar outras características, mas a dica é entender o que você precisa. 

O que considerar para comprar um servidor VPS?

Sempre que você quiser investir nesse produto, primeiramente, entenda qual o tipo de VPS é mais interessante para a sua máquina, a localização (nacional ou internacional), a segurança ofertada, o acesso root e o tipo de painel

Esses pontos vão dar mais agilidade no funcionamento do servidor e autonomia para realizar a configuração, que são requisitos essenciais para um VPS.

Outro ponto a ser notado, é a periodicidade do plano e a moeda da cobrança, que vai de encontro a localização, como já foi falado acima. Sendo assim, para contratar servidor VPS leve em conta:

  • Data Centers no Brasil;
  • Cobrança em real;
  • Segurança;
  • Painel gerenciável;
  • Desempenho;
  • Acesso Root;
  • Planos acessíveis e com variedade na periodicidade.

Todos esses pontos farão muita diferença no desempenho da máquina e na manutenção, já que irão facilitar ambas as partes. 

E o segredo para ter sucesso no seu projeto é encontrar uma empresa que ofereça tudo o que for necessário para ter um bom uso do VPS. 

Na KingHost você encontra essas e outras vantagens pensadas em melhorar a performance do seu site. Clique no banner abaixo e conheça mais detalhes.

Banner- Servidor VPS por R$27,90- KingHost
Gabriela da Silva

Comentários

comentário(s)