Como migrar o WordPress para a KingHost


Esta semana, vamos fazer uma série de tutoriais mostrando como migrar o WordPress. Esta primeira parte é para mostrar como realizar o processo de migração. Na segunda parte, iremos mostrar possíveis erros.

Para começar, você precisa ter disponíveis os seguintes dados no host de origem:

FTP -> host, usuário e senha;

Banco de dados MySQL -> link do SGBD (phpMyAdmin), nome do banco, usuário e senha.

 

Realizando o backup do seu WordPress:

1) FTP

Acesse o FTP no host de origem e localize a pasta raiz do seu site (normalmente é public_html, http_docs, www, entre outras), copie a mesma para o seu computador, utilizando um gerenciador de FTP (por exemplo :FileZilla, CuteFTP).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2) MySQL

Caso o servidor de origem tenha a opção de realizar o backup do banco de dados através do painel de controle diretamente, é mais rápido. Caso contrário, você precisa realizar diretamente no gerenciador web (PHPMyAdmin).

Como realizar o backup através do PHPMyAdmin:

– Acesse o link do PHPMyAdmin.
– Realize o acesso com o usuário e senha da base de dados.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

-Clique sobre o nome do banco de dados.

 

 

 

 

 

 

 

– Acesse a função “Exportar”

 

 

 

 

 

 

– Em exportar:

*1º clique sobre “Selecionar todos”, ao lado esquerdo, para que esse marque todas as tabelas, nas opções abaixo das tabelas tem de estar marcado SQL.

*2º A opção “Enviado” deve estar preenchida, e no modo de compressão temos quatro opções: se utilizares a “Nenhum”, essa envia o backup do banco em formato .SQL diretamente. As demais opções enviam no formato especificado compactado. (Recomendamos que selecione “Nenhum” para vir o arquivo SQL, pois normalmente os caminhos físicos precisam ser ajustados, caso definido no banco de dados o caminho todo no host de origem).

*3º Clique em “Executar” no menu inferior laranja.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

– Após isso, será gerado seu backup e aparecerá a opção de salvar em sua máquina local.

Seu backup de WordPress já se encontra em sua máquina caso não tenha gerado nenhum erro.

É difícil o host de origem e destino terem a mesma estrutura de caminhos físicos. Sendo assim, em ambiente Linux, normalmente fica em /home/usuario/pastaraiz. Na KingHost, fica exatamente dessa forma, porém o usuário é sempre padrão, sendo o nome do domínio sem a extensão e a pasta raiz na KingHost é a www. Desta forma, nesse caso para o domínio exemplo.com.br, ficará /home/exemplo/www. Também pode ser localizado o caminho físico de seu domínio na KingHost através do ícone “Gerenciar FTP” no Painel de Controle.

 

 

 

 

Verificação dentro do arquivo .SQL:

Abra o seu arquivo .SQL com um editor de texto (por exemplo Notepad++). Utilize a função de busca de texto com esse software (caso o software utilize as teclas padrões de busca, se não use ctrl + f simultâneo) e faça uma busca por caminhos físicos. Veja alguns exemplos de buscas:

 /home/nomedodominio

/www

/wwwroot

/public_html

/httpdocs

Caso não tenha ideia do que possa ser o caminho físico de sua hospedagem, peça o mesmo diretamente ao suporte do host de origem.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caso encontre algum caminho físico, altere pelo o da KingHost. Recomendamos que faça o procedimento para ajustar todos os caminhos físicos de uma vez (através do notepad ++ tem um recurso para alterar todas as palavras/textos existentes que definiu por outra, usando o atalho ctrl + h simultaneamente).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Como realizar a importação de seu WordPress na KingHost:

 FTP:

Você acessa o FTP com o host alternativo na KingHost, pois o endereço principal estará apontando a outro host no momento. O Host alternativo você encontra na opção “Gerenciar/Editar FTP” no Painel de Controle.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Após acessar o FTP, irá identificar que tem uma pasta chamada www, essa é a principal na KingHost. Você pode mudar seu nome ou então excluí-la, caso não tenha qualquer arquivo de seu interesse.

 

 

 

 

 

 

 

Após isso, envie a pasta principal (nesse caso no host de origem era a public_html). Confira antes se não ocorreu qualquer falha na transferência. Caso ocorra, reenvie os arquivos o qual ocorreu, e após concluir tudo com sucesso, renomeie a pasta para www.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Banco de dados:

Primeiro, é necessário realizar a criação de base de dados. Para isso, você acessa no Painel de Controle KingHost a opção “Gerenciar Bancos MySQL”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acessar a opção Criar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Defina a senha, confirme e clique em criar a base de dados.

 

 

 

 

Após isso, ao atualizar a página irá aparecer a sua base de dados, as informações e opções relativa a mesma nessa tela.

Para importá-los na KingHost é muito simples, basta ir na opção Importar base de dados (painel 1) ou Importar (painel 2).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Clique na opção “selecionar arquivo”. Na janela que abrir, selecione o arquivo .SQL de backup que foi efetuado o host de origem. Após definí-lo, clique em “enviar/importar banco de dados”.

O navegador ficará importando a base. Enquanto não aparecer a resposta, não feche ou clique em outra opção do Painel. Espere a resposta da importação, que no final mostrará “Base importada com sucesso”, caso o backup esteja correto.

 

 

 

Nesse momento já temos os arquivos e a base de dados importados na KingHost. Mas seu site ainda não se conecta com o banco de dados.

Para configurar essa parte, você irá precisar editar o arquivo wp-config.php, que se encontra na pasta onde está instalado seu WordPress.

Nesse arquivo, normalmente está definido nas linhas 19, 22, 25, 28 os dados de acesso (ou próximo aos mesmos), o qual estará da seguinte forma:

 define(‘DB_NAME’, ‘NOMEDABASEDEDADOS’);

define(‘DB_USER’, ‘USUARIODABASEDEDADOS’);

define(‘DB_PASSWORD’, ‘SENHADABASEDEDADOS’);

define(‘DB_HOST’, ‘HOSTDECONEXAO’);

 

 

 

 

Esses dados você encontra no Painel de Controle, na opção “Gerenciar Bancos MySQL”, exceto a senha, que caso não lembre qual escolheu, pode alterá-la no ícone, que é uma chave dourada.

 Nesse arquivo somente edite os campos entre as ultimas aspas.

Ficando como o seguinte exemplo:

define(‘DB_NAME’, ‘exemplo16’);

define(‘DB_USER’, ‘exemplo16’);

define(‘DB_PASSWORD’, ‘123456789’);

define(‘DB_HOST’, ‘mysql.exemplo.com.br’);

 

 

 

 

Após realizar esse ajuste e salvar o arquivo no FTP, já é possível verificar através do link alternativo a página principal de seu WordPress. O WordPress trabalha com uma URL Base, em que todos os links apontarão para o endereço principal.  Sendo assim, o alternativo só mostrará a inicial. Caso tenha acessado a página principal corretamente, recomendamos que realize a troca de DNS e realize a verificação após propagação. Se ocorrer alguma dificuldade, recomendamos que retorne os DNS’s e realize a abertura de um ticket de suporte a equipe de migração da KingHost, para que você tenha um auxílio no processo de migração.

Comentários

comentário(s)

2 Comments

Add yours
  1. Ricardo Tozati

    Pessoal eu tenho um blog em WordPress Hospedado na KingHost e atualmente ele parou de me enviar e-mail através dos formulários de contato, tem alguma coisa a ver com a mudança da porta SMTP ? eu preciso mudar alguma coisa na configuração do WordPress ?

    Obrigado,

+ Leave a Comment