📅 Conexão KingHost 🚀 Conteúdos exclusivos para o seu negócio evoluir no digital 💰

Kinghost | Blog

Mobile: cuide do seu site

Publicado em 27/03/2013

Atualizado em 09/05/2023

O gerente de produtos do Facebook, Josh Williams, adotou uma estratégia para estimular seus desenvolvedores a trabalhar em função das plataformas móveis,celulares e tablets: dentro da empresa o acesso à rede social está bloqueado nos computadores, obrigando os funcionários a acessar de outros meios.

E você? Já acessou o sei site de um dispositivo móvel? Este cuidado é fundamental. O seu site pode não estar bem configurado para as pessoas que forem acessá-lo de plataformas móveis, e se isso acontecer com você, pode ser um problema.

Veja só: dois tipos distintos de organizações surgiram da recente pesquisa “A Situação da Mobilidade 2013”, da Symantec Corp. (Nasdaq: SYMC): as empresas ‘Inovadoras’, que abraçam a mobilidade imediatamente e as ‘Tradicionais’, que relutam em implementá-la. 84% das inovadoras (32% na América Latina) estão apostando em mobile, motivadas por fatores profissionais – e estão obtendo benefícios significativos. As organizações tradicionais estão implementando a mobilidade mais lentamente, grande parte delas em função da demanda dos usuários – e estão tendo menos custos e menos benefícios.

A Pesquisa 2013 sobre o Estado da Mobilidade, da Symantec representa as experiências de 3.236 empresas de 29 países, 312 delas da América Latina. Foram entrevistados profissionais de nível sênior da área de TI, no caso das empresas de grande porte, ou um técnico, nas PMEs. As respostas vieram de empresas com no mínimo cinco até mais de 5.000 funcionários.

Os dois grupos percebem os benefícios e os riscos do mobile de formas diferentes. Entre os inovadores latino-americanos, 56% afirmam que os benefícios valem os riscos. Globalmente, 66% das empresas tradicionais consideram que os riscos não compensam. Isso é refletido no índice de adoção da mobilidade, com 49% mais funcionários usando smartphones profissionalmente entre os inovadores.

Quando se trata dos inovadores, o envolvimento da empresa não se limita à compra dos aparelhos (49% são comprados pelas organizações). Eles frequentemente têm políticas de mobilidade, além do dobro da probabilidade de usar tecnologia para impor suas políticas (60% dos inovadores contra 33% dos tradicionais).

As empresas sabem que adotar qualquer tecnologia antecipadamente, como mobile, pode trazer alguns riscos. Se uma organização utiliza mais dispositivos móveis, poderia experimentar mais incidentes que aquelas que não usam tais dispositivos. Quando entrevistados da América Latina foram questionados sobre quais perdas haviam experimentado nos últimos 12 meses como consequência ou relacionados àmobile, 42% mencionaram a perda de dados de sua organização, de colaboradores ou de clientes; seguida da perda de produtividade (35%) e aumento de custos (33%). A boa notícia é que, com base em tais incidentes, 74% das empresas modificou suas políticas ou processos relacionados aos dispositivos móveis em sua organização para prevenir futuros incidentes.

Custos e benefícios
Os inovadores tiram mais proveito da mobilidade, mas também notam mais custos associados a ela. De fato, tiveram em média duas vezes mais incidentes mobiledurante o ano passado – como perda de dispositivos e violações de dados – gerando consequências como multas regulamentares e perda de receita. Os inovadores também estão obtendo muito mais benefícios em três áreas principais:

  • Maior produtividade, velocidade e agilidade;
  • Aprimoramentos no valor da marca, satisfação do cliente e competitividade geral;
  • Funcionários mais satisfeitos e melhores índices de recrutamento e retenção.

O mais importante, porém, é que os inovadores estão obtendo um crescimento da receita quase 50% mais alto do que os tradicionais (44% contra 30%). Considerando tudo, as empresas observam resultados positivos líquidos com mobile.

 

M-commerce

Outra questão é o m-commerce. O m-commerce representa uma mudança comportamental e sociológica de como as pessoas se relacionam com o mundo físico e digital. As empresas precisam perceber isso, pois, atualmente, é gasto mais tempo nos aplicativos que no browser. O cliente irá se interessar pelo produto que é vendido através de uma estratégia em que ele sinta que está sendo valorizado como pessoa importante no processo.

Preocupe-se com a qualidade do seu e-mail marketing para dispositivos móveis, por exemplo, e entenda para qual público você está se voltando.

Clicando aqui, você pode conferir o post em que escrevemos como consumidores que usam tablets ou smartphones sabem o benefício de ter acesso a todos os serviços online. Serviços como Facebook, e-mail, jogos, música, fotos e aplicativos podem ser utilizado de qualquer dispositivo que esteja conectado, em qualquer situação.

Fonte: Symantec

O que você achou deste conteúdo?

O que você achou deste conteúdo?

Compartilhe esse conteúdo com alguém que possa gostar também

Conteúdos relacionados

As ameaças virtuais estão mudando constantemente e se tornando cada dia mais sofisticadas. Por isso, para quem tem um negócio online, a segurança é um ponto que merece grande atenção. De acordo com o Relatório do Sitelock que analisou 14 milhões de sites em 2022, sites recebem cerca de 5.5 vezes mais tráfego de bots...

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos para apoiar o crescimento do seu negócio

Sem Título(obrigatório)

📅 Aulão GRATUITO 🚀 Como VENDER MAIS na internet 💰

Mensagens para você