🚀 Conexão kInghost: Aulas online e gratuitas para fazer o seu negócio evoluir no digital 💰

Kinghost | Blog

O Que É Bug? Saiba Como Prevenir Esses Erros De Software

Entenda o que é bug e conheça suas causas, seus tipos e práticas de prevenção no desenvolvimento de software e hardware para melhorar a qualidade e eficiência.
Publicado em 30/05/2024

Atualizado em 31/05/2024
O Que É Bug? Saiba Como Prevenir Esses Erros De Software

Você sabe o que é bug? Em tradução livre da língua inglesa, o termo significa “inseto” e consiste em uma falha que impede o funcionamento adequado de um hardware e software.

Você provavelmente já se deparou com ele, que pode afetar a funcionalidade, a performance e a segurança de aplicativos e sistemas. Por isso, entender o que é bug e compreender sua natureza, suas causas e como preveni-los é essencial para desenvolvedores que desejem criar produtos de software confiáveis.

Continue a leitura deste artigo e confira:

  • o que é bug e quais são os principais tipos;
  • qual é a relação entre bugs e a vulnerabilidade de um computador;
  • qual é a importância dos testes de correção para diminuir bugs;
  • como evitar bugs;
  • as soluções da KingHost.

O que é bug e quais são os principais tipos?

Antes de saber o que é bug, é preciso entender que o hardware diz respeito aos componentes físicos de um dispositivo, como mouse e monitor. Já os softwares são como a parte lógica do dispositivo, o que o faz funcionar. Ou seja, os programas, os aplicativos e os sistemas que atuam para que a máquina ou computador funcione.

A partir disso, é possível dar de cara com um bug quando há um erro não previsto pelo desenvolvedor, seja no hardware ou no software. Mas, afinal, o que é bug?

Um bug é um erro no código que faz com que um programa se comporte de maneira inesperada ou falhe ao executar uma função. A origem do termo é frequentemente atribuída a Grace Hopper, pioneira da computação, que encontrou uma mariposa causando falhas em seu computador. Por isso, atualmente, “bug” é um termo genérico usado para referir-se a qualquer erro de software ou hardware.

Quais são os principais tipos de bug?

De toda maneira, você deve saber quais são os tipos de bug para não se assustar quando se deparar com eles. Eles podem ser classificados em várias categorias, conheça as principais a seguir:

1. Bug funcional

Um bug funcional ocorre quando um software ou o aspecto lógico de um dispositivo não opera conforme esperado. Por exemplo, quando interagimos com um elemento de interface, como um botão, o aplicativo apresenta falhas ou travamentos. Muitas vezes o bug funcional pode requerer que o usuário reinicie o processo.

É importante avaliar como esses bugs impactam a experiência do usuário. No caso do envio de emails aos clientes, em que um deles afirma que não está recebendo, isso não necessariamente indica um bug funcional no seu serviço de email. O conteúdo em questão pode estar sendo direcionado para a caixa de spam pelo provedor do cliente.

2. Bug de conteúdo

O bug de conteúdo está relacionado às informações de aplicativos ou sites e incluem:

  • textos;
  • rótulos;
  • links;
  • dados;
  • todos os outros elementos de conteúdo.

Um exemplo clássico desse tipo de bug ocorre quando clicamos em um link e ele não leva ao destino esperado ou, em outras palavras, está quebrado.

Outro bom exemplo é: você está visitando um site sobre empreendedorismo e quer comprar um curso sobre planejamento financeiro. Se ao buscar o produto ele não aparecer nos resultados de pesquisa, você está diante de um bug de conteúdo, já que a informação esperada não está sendo corretamente acessada ou exibida.

3. Bug visual

Você sabe o que é bug visual? Ele envolve erros relacionados às interfaces gráficas, como problemas com imagens, alinhamento de texto ou a estrutura geral do layout em sites ou aplicativos.

Um exemplo típico é quando um texto aparece desalinhado ou sobrepõe uma imagem, comprometendo a estética e a clareza visual da página.

Leia também: Gestão de manutenção preventiva do site: você deve fazer?

Embora os dois últimos tipos de bugs possam parecer menos relevantes, eles podem evoluir para bugs funcionais, especialmente quando interferem significativamente na funcionalidade do site ou aplicativo.

No entanto, se um usuário ainda consegue acessar e utilizar uma função apesar desses problemas visuais, este não se classificaria como um bug funcional.

Qual é a relação entre bugs e a vulnerabilidade de um computador?

Agora que você já sabe o que é bug, chegou o momento de entender como ele impacta a vulnerabilidade de um computador.

O primeiro passo é entender que nem todos os bugs levam a vulnerabilidades de segurança na internet, já que muitos são inofensivos nesse aspecto. Apesar disso, existem aqueles que podem ser explorados por criminosos para extorquir pessoas e empresas.

Em 2022, o Twitter revelou que aproximadamente 5,4 milhões de contas tiveram seus dados expostos devido a um bug que resultou em uma falha na verificação de identidade dos usuários. Por isso, ao desenvolver qualquer tipo de site, é essencial optar por uma plataforma de hospedagem confiável para proteger seus dados.

Além disso, estar em dia com as melhores práticas de segurança e aplicá-las em seu site ou em outros serviços online é vital para minimizar riscos e evitar contratempos. O Conexão KingHost é uma excelente oportunidade para conferir as últimas novidades e ferramentas relacionadas a este universo.

Qual é a importância dos testes de correção para diminuir bugs?

Para minimizar a ocorrência de bugs, uma estratégia comum é o lançamento de versões beta de aplicativos ou softwares. Elas informam aos usuários sobre a possibilidade de falhas e eles são incentivados a reportar quaisquer bugs que identifiquem.

Em alguns casos, empresas como Google e Netflix utilizam o sistema de bug bounty, que usa pessoas profissionais e usuários para “caçar” os bugs, fornecer provas e receber dinheiro em troca disso. Esta prática não apenas ajuda a identificar vulnerabilidades antes do lançamento oficial, mas também engaja a comunidade na melhoria contínua do software.

Os testes de correção, ou testes beta, são fundamentais para assegurar que o produto final seja o mais estável e livre de falhas possível. Eles também são importantes por permitir:

  • verificação de funcionalidade;
  • prevenção de regressões;
  • confiança e segurança;
  • eficiência de custos;
  • melhoria contínua;
  • aumento da satisfação do usuário.

Como evitar bugs?

Se você já sabe o que é bug, deve estar se perguntando como preveni-los. Vimos anteriormente que o lançamento de versões beta ou a implementação de sistemas de recompensa por bugs, conhecidos como bug bounty, são estratégias eficazes frequentemente utilizadas por grandes empresas.

No entanto, se você busca soluções mais acessíveis, existem ferramentas automatizadas de depuração, conhecidas como debuggers. Elas foram desenvolvidas para atuar como um tipo de caçadoras de bugs e executam o código em uma máquina virtual, identificando e relatando falhas automaticamente.

Manter todos os sistemas e programas devidamente atualizados é outra alternativa eficiente para evitar bugs. Agora, se você quer criar um site para seu negócio, é recomendado escolher uma empresa de hospedagem confiável, que assegure a segurança dos dados e minimize a chance de problemas.

O que é feito quando acontece um bug?

Quando um bug é identificado, os desenvolvedores recorrem ao processo de “debugging”. Ele tem como objetivos localizar e corrigir os erros presentes no código de aplicativos, sites ou programas, e é um método essencial para resolver falhas que afetam o funcionamento adequado do software.

No entanto, o debugging requer mais do que saber o que é bug, é uma técnica que demanda habilidades avançadas em linguagens de programação como JavaScript e C++.

Além dele, a escolha de uma boa hospedagem de sites também pode desempenhar um papel crucial na prevenção de bugs, e o melhor de tudo é que isso não requer um entendimento técnico profundo.

Já sabe o que é bug? Conheça as soluções da KingHost!

Já sabe o que é bug, como preveni-los e o que fazer quando ele ocorrer? Prepare-se para conhecer as soluções oferecidas pela KingHost. Com elas você poderá aproveitar hospedagem de sites em servidores totalmente brasileiros e todas as suas vantagens, incluindo:

  • suporte técnico em português disponível sempre que necessário;
  • ferramentas avançadas de segurança para proteger seu site;
  • maior velocidade de carregamento para suas páginas;
  • ferramenta intuitiva para construção de sites, perfeita se você ainda não tem o seu;
  • serviço de email com AntiSpam para manter sua comunicação limpa e eficiente.

Leia também: Hospedagem Cloud KingHost: Por que escolher?

Além disso, todos os nossos planos de hospedagem vêm com um Certificado de Segurança SSL gratuito, que protege os dados transmitidos e aumenta a credibilidade do seu site.

Quer saber mais? Clique no banner abaixo e conheça todas as nossas soluções para manter seu site livre de bugs.

hospedagem de sites

O que você achou deste conteúdo?

O que você achou deste conteúdo?

Redação KingHost

Redação KingHost

Somos uma empresa de soluções digitais, especialistas em simplificar o uso da tecnologia e referência em hospedagem de site.

Redação KingHost

Redação KingHost

Somos uma empresa de soluções digitais, especialistas em simplificar o uso da tecnologia e referência em hospedagem de site.

Compartilhe esse conteúdo com alguém que possa gostar também

Receba todo mês conteúdos
incríveis como esses para
seguir evoluindo

Conteúdos relacionados

Você pode até não perceber, mas as aplicações web já se tornaram parte da sua rotina. Diariamente, você acessa informações, realiza negócios e se comunica por meio dessas aplicações. Isso mesmo, desde plataformas de e-commerce que facilitam compras online até redes sociais que conectam bilhões de pessoas globalmente, as aplicações web desempenham um papel fundamental...

📅 Aulão GRATUITO 🚀 Como VENDER MAIS na internet 💰

Mensagens para você