📅 Conexão KingHost 🚀 Conteúdos exclusivos para o seu negócio evoluir no digital 💰

Kinghost | Blog

Sitemap XML: o que é e como criar

Publicado em 12/07/2018

Atualizado em 09/10/2023

Imagino que você tenha lido recentemente sobre a importância de criar um sitemap xml para o seu site. E da relevância que isto tem para SEO e o posicionamento das suas páginas nos resultados orgânicos. Falamos sobre isso, inclusive, em nosso eBook de SEO para Desenvolvedores. Esse post tem como objetivo te ajudar, na prática, a criar um sitemap.

Quer uma experiência diferente? Ouça o conteúdo na íntegra:

O que é sitemap

Sitemap é um mapa do site. Ou seja, uma lista com todas as URLs existentes.

Ele indica a página principal, no caso a home, e também todos os outros caminhos que poderão ser seguidos dentro do site, como as páginas de categorias, de produtos específicos, de conteúdos e etc.

Ele pode tanto ser em formato HTML quanto em .xml, mas há uma diferença entre os dois.

O sitemap em HTML era muito comum antigamente e os sites costumavam possuir um link de acesso para ele, onde reuniam títulos para cada página do site com links para as mesmas. Não é algo útil para ranking nos mecanismos de busca, nem facilita o rastreamento feito pelo Google. É apenas um acesso para os usuários.

Hoje já não é mais utilizado, então é raro encontrarmos sites com essa funcionalidade.

Já o sitemap.xml é, também, uma lista com todas as páginas, porém contém informações fundamentais para facilitar a indexação do site nos mecanismos de busca. Lá estarão todas as URLs e mais alguns dados fundamentais e dificilmente será acessado por usuários. É sobre este formato que nós vamos falar.

Como criar um sitemap XML

Com o objetivo de facilitar e agilizar a indexação do site, os sitemaps precisam ser gerados com todas as páginas que devem estar nos resultados de busca. O recomendado é utilizar alguma ferramenta que gere essa lista de URLs de forma automática. Irei sugerir algumas logo adiante.

O problema é que alguns sites possuem muitas páginas, como um ecommerce, por exemplo. Que possui uma URL para cada uma das tantas categorias, para cada produto e seu modelo disponível e etc. Algumas ferramentas só geram sitemap para um limite de URLs, por isso é importante revisar. Eu sempre utilizo a ferramenta para gerar e depois verifico uma a uma, para ter certeza de que está completo.

Para cada URL existem algumas marcações importantes:

  • Data de modificação
  • Frequência de atualização
  • Prioridade

A data de modificação é a última vez em que houve alguma mudança naquela página. A frequência de atualização poderá ser diária, semanal ou mensal e indica para o robô com que frequência ele deverá ler aquela página, de acordo com a frequência com que ela sofre alterações. Já a prioridade é classificada por número de 0 a 1. Sendo 1 a prioridade mais alto. Isso varia de acordo com a relevância daquela URL para o site. É importante que a home, por exemplo, tenha alta prioridade.

Veja abaixo um exemplo:

<url>
<loc>https://sitemapxml.com.br</loc>
<lastmod>2018-07-12</lastmod>

<changefreq>daily</changefreq>

<priority>0.5</priority>

</url>

Como enviar o sitemap para o Google

Através do Search Console, ferramenta do próprio Google. Se você já utiliza a ferramenta, basta acessá-la, depois ir até Rastreamento e daí então entrar em Sitemaps. Lá você encontrará um botão vermelho com a opção Adicionar/Testar Sitemap.

Normalmente ele estará dentro do domínio do seu site com /sitemap.xml, assim como outras páginas. Veja o caso do Google: google.com.br/sitemap.xml Neste exemplo ele compila todas URLs de sitemaps de todos os sistemas do Google.

Veja o passo a passo de envio do sitemap em imagens:

1) Acesse a ferramenta, vá até o menu e clique em Rastreamento:

search-console-menu

2) Depois clique em Sitemap:

rastreamento-search-console

3) Agora clique no botão, conforme imagem abaixo:

adicionar-sitemap

4) Por fim veja as estatísticas apresentadas e entenda quantas das páginas enviados foram de fato indexadas:

sites-indexados-sitemap

Cada um sabe a ferramenta que prefere utilizar, porém vou sugerir algumas possibilidades:

O processo é bem simples. Normalmente o site irá questionar o seu domínio e pedirá que você indique uma data de modificação, uma frequência e uma prioridade padrão. Todos esses dados poderão ser ajustados manualmente depois, caso tenha páginas que precisem de uma atenção diferente.
Exemplo:

ferramenta-sitemap

Se você utilizar um CMS como o WordPress, é possível utilizar algum plugin para geração do sitemap. O próprio Yoast, plugin voltado para otimizações de SEO é capaz de gerar o sitemap. Mas também existem outras opções específicas para isso. Se você quiser mais dicas de otimização, acesse o nosso Guia de SEO para Iniciantes.

Espero que este passo a passo tenha sido útil. Qualquer dúvida é só deixar nos comentários que a gente te ajuda!

O que você achou deste conteúdo?

O que você achou deste conteúdo?

Redação KingHost

Redação KingHost

Somos uma empresa de soluções digitais, especialistas em simplificar o uso da tecnologia e referência em hospedagem de site.

Redação KingHost

Redação KingHost

Somos uma empresa de soluções digitais, especialistas em simplificar o uso da tecnologia e referência em hospedagem de site.

Compartilhe esse conteúdo com alguém que possa gostar também

Conteúdos relacionados

Ao criar um site, uma das decisões mais importantes é escolher o tipo de hospedagem adequado. Afinal, ela exerce um papel fundamental no desempenho, na segurança e na acessibilidade do seu site para os visitantes. Atualmente, existem diversos tipos de hospedagem disponíveis no mercado, cada um com suas características únicas. Confira este artigo para ter...
Phishing (pronunciado: fishing) é um tipo de crime virtual, onde pessoas mal intencionadas tentam enganar outras pessoas e obter informações sensíveis delas. Segundo relatório da Kaspersky, o Brasil foi o país mais atacado por phishing pelo WhatsApp, com mais de 76 mil tentativas de fraudes. Assim, você que está lendo esse artigo, provavelmente já sofreu alguma...
As ameaças virtuais estão mudando constantemente e se tornando cada dia mais sofisticadas. Por isso, para quem tem um negócio online, a segurança é um ponto que merece grande atenção. De acordo com o Relatório do Sitelock que analisou 14 milhões de sites em 2022, sites recebem cerca de 5.5 vezes mais tráfego de bots...

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos para apoiar o crescimento do seu negócio

Sem Título(obrigatório)

📅 Aulão GRATUITO 🚀 Como VENDER MAIS na internet 💰

Mensagens para você