Como evitar o spam


Algo bastante desconfortável que pode acontecer no uso do e-mail são as constantes mensagens importantes recebidas que vão direto pra caixa de spam.

Talvez você tenha acompanhado nas nossas redes sociais que o Brasil saiu da lista dos 10 países que mais enviam spam no mundo, de acordo com as estatísticas da lista CBL (Composite Blocking List). Esse dado foi apresentado pelo Comitê Gestor da Internet (CGI.br), que apresentou um primeiro balanço da campanha de adoção de Gerência de Porta 25.

Em 2009, o Brasil era o primeiro colocado, com mais de um milhão de IPs, que correspondiam a 17% de todos os IPs listados. Hoje, aparece na 12ª posição, com menos de 200 mil IPs, o que representa apenas 2% dos IPs listados.

Primeiramente vamos entender os motivos que o e-mail pode ser considerado spam:

1. Bloqueio do IP do remetente
O mais comum é o ip do remetente estar bloqueado por envio de spam ou mensagens em massa. Para evitar esta ocorrência, a KingHost possui em seu setor de Abuse e diversos sistemas e procedimentos de monitoria para garantir que os e-mails sejam entregues corretamente. As políticas de spam e SMTP também são utilizadas como forma de corroborar a qualidade de entrega.

2. Má reputação
Outra possibilidade é quando o domínio já está com má reputação por ter seus e-mails indicados como spam em diversos servidores.

3. Formato do e-mail
Geralmente mensagens que são spam possuem o mesmo layout com um título, uma imagem e um rodapé, ou no header o título possui alguma palavra chave como: aproveite, promoção, entre outras.

E como faço para que meus e-mails sejam entregues corretamente?

1. Opt-out
É importante fazer uso de um opt-out (aqueles links para remoção da lista de envio), que funcione de verdade e com boa visibilidade para o usuário.

2. Envio para cadastrados
Os envios devem ser realizados somente para pessoas que se cadastraram em seu site. Uma boa opção para efetuar esses cadastros é solicitando a confirmação do usuário para o envio de e-mails para sua caixa.

3. Recadastro
Sempre que possível efetue um recadastro dos usuários que forem recebendo os e-mails do site, publicando periodicamente links de recadastro (Exemplo: “para continuar recebendo nossos e-mails clique aqui”).

E já que estamos falando em spam, não poderia ficar de fora aquele clássico esquete do Monty Python, que alguns acreditam ser a origem da palavra spam como utilizamos atualmente.

Comentários

comentário(s)

+ There are no comments

Add yours