Como otimizar woocommerce? Conheça formas de melhorar o desempenho


Você sabe como otimizar o woocommerce? Se você tem uma loja virtual, é fundamental saber como fazer isso.

Afinal, além de vender produtos de qualidade, você precisa se preocupar em oferecer a melhor experiência possível para os seus clientes.

Por isso, a KingHost escreveu este artigo, com o objetivo de explicar como otimizar seu woocommerce.

Para aprender, leia este artigo até o final. Boa leitura!

Por que otimizar seu woocommerce? 

Antes de te dizer por que otimizar o woocommerce, é interessante comentar sobre essa plataforma, caso você ainda não a conheça.

O woocommerce é uma plataforma muito baixada por quem tem e-commerce, pois ao contrário de outras, ela é gratuita.

Por isso, ela já conta com cerca de 90 milhões de downloads, sendo usada em mais de 5 milhões de sites de e-commerce.

Se, por acaso, você já utiliza essa plataforma para sua loja on-line, é interessante se preocupar em otimizar o woocommerce.

Afinal, em uma loja virtual, velocidade é sinônimo de mais ganhos financeiros, visto que um site otimizado carrega mais rápido e entrega, assim, uma experiência mais positiva aos clientes.

Ao proporcionar uma experiência interessante aos usuários, automaticamente, você os deixa mais felizes, ampliando as chances de que comprem novamente no seu site.

Atualmente, esse é um aspecto crucial, pois as pessoas esperam imagens de alta qualidade, atendimento personalizado, críticas de outros clientes, atendimento imediato e vários outros serviços.

Dessa forma, você precisa considerar que os clientes de e-commerce procuram fazer boas compras no menor tempo possível.

Portanto, se quiser oferecer a melhor experiência a eles, é fundamental otimizar seu woocommerce, pois esses recursos podem estragar o seu site se não forem executados de maneira correta.

Além disso, um site mais rápido é importante também para a estratégia de SEO da sua loja, visto que a velocidade da página influencia no algoritmo de classificação no Google.

Para você ter uma ideia, se seu site atrasar 100 milissegundos, o impacto nas taxas de conversão será de 7%.

Já se a demora for de apenas 2 segundos, a conversão pode ser prejudicada em 103%. Assim, fica evidente a importância de otimizar o woocommerce.

Como medir a velocidade de sua loja? 

Como você sabe agora que a velocidade da sua loja é crucial para o sucesso das vendas, é importante saber como verificar esse aspecto.

Para isso, é interessante contar com uma ferramenta de velocidade no seu site, para testar a resposta da sua loja.

Caso você não saiba fazer essa verificação, a loja pode ficar mais lenta após as mudanças, mesmo sendo suficientemente rápida.

Por isso, uma dica para testar a velocidade do seu woocommerce é usar ferramentas como Google PageSpeed Insights, Pingdom ou WebPagetest, por exemplo.

O WordPress conta com um plugin gratuito, chamado Query Monitor, o qual identifica plugins, temas e funções que possam estar sendo executados incorretamente.

Com ele, você pode depurar consultas a bancos de dados que não são eficientes, erros de PHP, funções pesadas, entre outras.

Por isso, vale a pena fazer esse tipo de verificação, a fim de otimizar seu woocommerce e, consequentemente, a eficiência da sua loja on-line.

Quando você perceber que é importante fazer correções, vai precisar saber como fazer isso. Assim, confira as dicas a seguir.

Como otimizar woocommerce: confira as principais dicas 

A partir de agora, separamos as principais dicas para que você possa otimizar seu woocommerce.

Lembre-se de que uma loja virtual otimizada é indispensável para o aumento das suas vendas. Portanto, confira com atenção a lista a seguir.

Otimize as configurações

Em uma ação básica, você pode otimizar as configurações dos plugins do seu woocommerce. Para isso, comece pela URL da página de login.

É necessário ter uma URL de login única como modo de proteção contra ataques de pessoas maliciosas, bem como para evitar erros HTTP.

Se sua loja tiver um blog, também é importante otimizar algumas configurações dele, como o número de artigos por página. Normalmente, o padrão são 10 artigos no feed, mas você pode reduzir esse número.

Você pode, ainda, dividir os comentários de clientes e leitores do site em partes menores, assim como pode ser feito com as revisões nas páginas de produtos.

Retire plugins e extensões não usadas

Uma boa forma de otimizar o woocommerce é retirar plugins que você não usa, pois alguns têm códigos desnecessários, o que desacelera o carregamento das páginas.

Caso seu site esteja sendo executado há bastante tempo, é possível que alguns plugins usados não tenham mais suporte, estejam desatualizados ou apresentem erros e falhas de segurança.

Confira tamanho de imagens

O tamanho das imagens é muito importante, pois elas são as responsáveis por apresentar a qualidade dos produtos da sua loja.

Por isso, procure subir as imagens em JPG ou PNG e use o dimensionamento adequado, utilizando as proporções de exibição das imagens.  Outra opção é o formato WebP, que é mais leve e evita perda de qualidade. 

Retire scripts

Muitos temas e plugins carregam scripts, mas tirar os que não são usados pode contribuir para diminuir o peso e deixar o carregamento do site mais rápido.

Para citar um exemplo, você pode eliminar scripts relacionados com gateways de pagamento na página inicial do seu e-commerce. 

Acelere com cache

Ao usar um plugin de armazenamento em cache, é possível deixar seu woocommerce mais acelerado. Logo, é uma boa estratégia. 

No entanto, se a configuração for feita incorretamente, o site pode apresentar erros de carregamento ou até mesmo ficar off-line. Por isso, fique atento!

Hospedagem de qualidade? Conte com a KingHost

Agora, você sabe qual a importância de otimizar seu woocommerce. Por isso, siga as dicas que mencionamos neste artigo e evite problemas de carregamento da sua loja virtual.

Outra forma de ter mais sucesso nas vendas do seu e-commerce é contar com uma hospedagem de site de qualidade, como a que oferece a KingHost.

Então, conheça nossas soluções para seu site. E se este artigo te ajudou, continue no Blog da KingHost e confira nossos outros conteúdos.

Redação KingHost

Comentários

comentário(s)