📅 Ebook GRATUITO 🚀 Como preparar o seu site para receber muitos acessos? 💰

Kinghost | Blog

Registro de marca: como fazer? Conheça mais sobre o processo

Publicado em 20/04/2023

Atualizado em 29/09/2023
Capa com pessoa utilizando computador. Imagem ilustrativa para texto sobre registro de marca.

Se você deseja entender como fazer registro de marca, este é o conteúdo certo. Afinal, vamos te explicar tudo sobre o assunto.

Registrar a marca do seu negócio é a melhor forma de garantir os seus direitos de uso, bem como protegê-la da concorrência.

Além disso, a marca registrada faz com que as pessoas vejam seu negócio como uma empresa séria e confiável.

Aliado a isso, ter a sua marca registrada na internet e um site para dar visibilidade, ajuda a aumentar ainda mais sua autoridade, conquistando um público ainda maior.

Portanto, escrevemos este artigo para explicar como fazer o registro de marca e de que forma melhorar seus resultados a partir do site da sua empresa. Boa leitura!

Qual a importância de registrar uma marca? 

Saber como fazer o registro de sua marca é muito importante, pois ela é um dos patrimônios fundamentais de uma empresa.

Isso porque, quando a empresa cuida bem da sua marca, ela garante lucratividade constante a partir da sua exploração, que pode ser direta ou indireta.

Afinal, ela é o elo principal entre o seu negócio e seus clientes. Além disso, a marca serve como um meio de identificar a sua empresa e diferenciá-la da concorrência.

Por esse motivo, é normal considerar que a marca é o referencial de qualidade do produto ou serviço que você disponibiliza no mercado.

Uma das informações importantes sobre como fazer o registro de marca é que as regras não exigem a inclusão de documentos que comprovem sua atividade no formulário de registro.

Porém, saiba que você poderá ter que apresentar os comprovantes a qualquer momento se houver uma cobrança posterior.

Ainda sobre a importância de registrar a marca da sua empresa, vale destacar que essa é a única maneira de protegê-la com base nas leis.

Com isso, você se resguarda contra possíveis cópias dos concorrentes, bem como assegura o seu espaço no mercado.

Além disso, ao fazer o registro de marca, você pode usá-la de forma exclusiva em todo o território brasileiro e, ainda, há a possibilidade de expandir para mais 137 países.

Afinal, o Brasil faz parte da Convenção da União de Paris de 1883 (CUP) no ramo de atividade econômica.

Portanto, é interessante considerar o registro de marca como um investimento, já que isso reflete, posteriormente, no fluxo de caixa do seu negócio.

E quem pode registrar uma marca? 

A legislação vigente no Brasil autoriza qualquer pessoa a fazer o registro de uma marca, independentemente de ser pessoa física ou jurídica.

Desse modo, não é necessário que a marca esteja diretamente ligada a uma empresa. No entanto, pessoas físicas devem comprovar o exercício das atividades para solicitar o registro.

Nesse sentido, é necessário explicar o motivo de querer a propriedade da marca. Isso é necessário para garantir os direitos dos criadores da marca.

Já quando for pessoa jurídica, é importante que haja vínculo entre o CNPJ da empresa e a marca registrada.

Caso contrário, se ela estiver ligada a um CPF, o proprietário será a pessoa física, e não a empresa, podendo gerar problemas de direitos de uso da marca no futuro.

Registro de marca: como fazer? 

A primeira informação sobre como fazer o registro de marca é que o processo ocorre junto ao INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial).

Isso é essencial para garantir que o nome da sua empresa continuará sob a sua propriedade, impedindo que outras empresas o utilizem, prejudicando sua estratégia de negócio.

Há duas maneiras de fazer o registro da sua marca, preenchendo um formulário físico ou on-line, pelo sistema e-Marcas na internet.

Desde já, ressaltamos que o registro on-line é mais fácil e gera menos custos, pois você mesmo pode realizar o procedimento.

A partir de agora, vamos explicar o passo a passo de como fazer o registro de marca para que você possa fazer sozinho.

No entanto, se você ainda sentir dificuldade ao final desta leitura, pode ser recomendável procurar um profissional que o auxilie durante as etapas.

Passo a passo para registrar

  • Faça uma pesquisa para se certificar de que sua marca ainda não tem registro em outra empresa.
  • Se você identificar que ela já possui registro, veja se é de alguma classe do produto ou serviço que sua empresa disponibiliza.
  • Caso perceba que não pertence à mesma classe, você poderá registrar sua marca sem nenhum problema.
  • Especifique a natureza da sua marca, indicando se é marca de produto, de serviço, de certificação ou marca coletiva.
  • Defina como apresentar sua marca. Por exemplo, se será somente escrita, com logotipo, escrita estilizada, escrita e desenhos, entre outras possibilidades.
  • Escolha entre as opções de marca nominativa, figurativa, mista ou tridimensional.
  • Determine a classe da sua marca, entre as 45 opções de classes de produtos e serviços disponibilizadas na Classificação Internacional de Produtos e Serviços de Nice.
  • Envie a solicitação ao INPI. Para isso, você deve ter habilitação junto ao instituto, emitir e pagar as taxas e preencher todos os formulários.
  • Faça o acompanhamento semanal do pedido por meio da Revista Eletrônica da Propriedade Industrial (RPI).
  • Confira a decisão da análise do seu pedido, pois a solicitação não garante a aprovação do registro da sua marca.
  • Depois de registrar sua marca, acompanhe constantemente a situação, para evitar problemas com processos de solicitação de anulação do registro.
  • No último ano de vigência do registro, se sua empresa ainda explorar a marca, solicite a renovação do registro por mais 10 anos.

Viu só como fazer registro de marca é fácil? Esperamos que o passo a passo acima tenha sido útil. A seguir, saiba quanto custa fazer esse registro.

Quanto custa registrar marca? 

O INPI possui listas com a especificação dos produtos e serviços e os respectivos valores de registro de marca.

Neste caso, o valor é de R$ 355, mais a taxa de abertura do processo. Além disso, quando o pedido é aprovado, a empresa precisa pagar o valor de R$ 298 no caso de MEI, ME e EPP.

Já no caso de empresas que não contam com o benefício de descontos do governo, o valor passa para R$ 745. Mas se as taxas forem reduzidas, fica R$ 142.

Registre seu domínio na internet!  

Além de registrar sua marca, é importante fazer o registro do domínio do seu site. Para isso, escolha um nome condizente com a sua marca e que seja fácil de lembrar.

Afinal, isso impede que outros sites utilizem o nome da sua empresa na internet. Ou seja, é um passo indispensável para garantir sua presença no ambiente online, tendo uma identidade registrada. 

Desse modo, você pode aumentar a visibilidade da sua empresa com segurança e transmitindo credibilidade para seu público. Para registrar domínio, você pode contar com a KingHost.

Clique no banner e faça o seu registro!

banner registro de domínio

Inclusive, também será útil ter um email profissional para manter a boa comunicação com seus clientes e transmitir ainda mais confiança com o seu negócio. 

Registro de marca: por que ter um site próprio? 

Parte do processo de lançar sua empresa no mercado e consolidar a sua marca envolve o registro. Porém, é essencial estar presente no meio digital.

Dessa forma, um site pode ajudá-lo a reforçar a presença da sua marca no mercado, bem como a conquistar novos clientes.

Isso faz com que os resultados das suas vendas melhorem consideravelmente. Por isso, essa é uma ótima estratégia de negócio para expandir sua empresa.

Para você ter uma ideia, é importante ter um site porque, ao seguir as estratégias certas, sua empresa pode crescer cerca de 35%.

Afinal, cada vez mais, as pessoas preferem usar as telas para fazer compras e consumir conteúdos.

O que é necessário para ter um site? 

Anteriormente, você viu por que é importante ter um site e, assim, consolidar a presença da sua marca na internet.

Agora, confira algumas dicas para colocar a página da sua empresa no ar.

Planeje seu site de acordo com seu nicho 

Sua estratégia de marketing digital deve ter alinhamento com o nicho de mercado que você pretende atender.

Assim, dedique-se a compreender o seu público e descubra que tipo de conteúdo as pessoas querem encontrar na sua página.

Use um criador de sites

Após definir como será sua estratégia com um site, é hora de colocá-lo no ar. Para isso, você pode usar o Criador de Site da KingHost

Essa é uma opção muito útil para quem não tem conhecimento técnico, sendo possível escolher o modelo de site, editar e publicar.  Além disso, você terá um suporte completo, com mais autonomia e facilidade. 

Registre sua marca e tenha um site de qualidade! 

Neste artigo, você viu como fazer registro de marca é simples. Assim, não há motivo para prolongar essa tarefa.

Afinal, lembre-se de que o registro da sua marca protege sua empresa contra possíveis cópias da concorrência e lhe garante o direito de uso.

Os valores podem até não ser muito baixos, mas é importante considerar o registro como um investimento para o crescimento da empresa.

Além disso, não se esqueça que a presença digital também é um ótimo meio de progredir. Portanto, crie um site para estar em contato com o seu público-alvo.

Neste caso, você precisa contar com a ajuda de quem tem anos de experiência em hospedagem e registro de sites, como a KingHost.

Com os nossos planos acessíveis, você pode colocar seu site no ar e aumentar sua autoridade em seu ramo de atuação.

Logo, fica mais fácil conquistar as pessoas e fazer com que elas se fidelizem ao produto que sua empresa disponibiliza.

Assim, entre em contato com um de nossos especialistas e tire suas dúvidas sobre nossas soluções.

Se este artigo te ajudou, que tal continuar adquirindo conhecimentos? Para isso, confira outras publicações do Blog da KingHost.

O que você achou deste conteúdo?

O que você achou deste conteúdo?

Redação KingHost

Redação KingHost

Somos uma empresa de soluções digitais, especialistas em simplificar o uso da tecnologia e referência em hospedagem de site.

Redação KingHost

Redação KingHost

Somos uma empresa de soluções digitais, especialistas em simplificar o uso da tecnologia e referência em hospedagem de site.

Compartilhe esse conteúdo com alguém que possa gostar também

Conteúdos relacionados

Você certamente já passou pela frustração de abrir um site que demora uma eternidade para carregar. Então, sabe como isso é irritante, não é mesmo? Com isso, sabe que a velocidade do site desempenha um papel fundamental na experiência dos usuários e no sucesso do seu negócio online.  Neste artigo, você vai conhecer as melhores...
Se você é um Microempreendedor Individual (MEI), sabe que gerenciar sua empresa pode ser desafiador. Uma vez que, além de cuidar das finanças, lidar com clientes e fornecedores, você também tem a responsabilidade de cumprir com suas obrigações fiscais.  Uma dessas obrigações é fazer a declaração anual de faturamento, que é fundamental para manter sua...
Para saber como montar servidor VPS, é importante saber que a sigla significa Virtual Private Server, um tipo de servidor virtual privado que oferece desempenho superior aos serviços tradicionais de hospedagem. Ao contrário dos servidores compartilhados, em que vários usuários compartilham o mesmo servidor, um VPS é virtualizado em uma máquina física dedicada. Então, os...
Você sabia que é possível subir um servidor HTTP robusto e moderno em sua VPS em poucos passos? Neste conteúdo, vamos te apresentar um passo a passo de como instalar NGINX facilmente em sua VPS da KingHost. Portanto, você vai entender o que é NGINX. Ademais, todos os detalhes fundamentais para executar a instalação do...

Assine a nossa newsletter e receba conteúdos para apoiar o crescimento do seu negócio

Sem Título(obrigatório)

📅 Aulão GRATUITO 🚀 Como VENDER MAIS na internet 💰

Mensagens para você