Negócio nas redes sociais: como vender mais pelo Instagram e Facebook


Garantir presença nas redes sociais sem dúvida é necessário, contudo será o suficiente? Saiba como vender mais pelo Instagram e Facebook evitando erros comuns.

2,5 milhões. Esse é o número de empresas criadas em 2018 segundo dados do Serasa Experian.

O empreendedorismo brasileiro possui muitas faces, do empreendedor que sonha em fazer aquilo que gosta até a dona de casa que começa seu empreendimento fazendo pastéis ou doces “para fora” de modo a complementar a renda. Histórias como essas são muito comuns no nosso país.

A verdade é que o Brasil possui um dos índices mais altos de empreendedorismo baseado na necessidade, alcançando 30%. Segundo o Global Entrepreneurship Monitor divulgado em 2019, a porcentagem de negócios criados por essa motivação fica acima das médias economias (28%) e das economias mais desenvolvidas (18%).

Ou seja, grande parte dos brasileiros resolve empreender e, se você for um deles, precisa entender como se diferenciar da multidão e criar uma estratégia vencedora.

É nesse cenário que as redes sociais podem ser uma grande sacada já que os brasileiros passam cerca de 51 minutos diários somente nelas. Certamente existe potencial, mas mais uma vez é preciso chamar atenção e cativar o público. Por isso, separamos algumas dicas que podem ajudar a fazer bombar as suas vendas nas redes sociais.

Como vender mais pelo Instagram e Facebook: defina a sua brand persona e sua buyer persona

Se você quer vender no Instagram ou no Facebook, é muito importante saber quem é a sua marca e como ela se comunica. Trata-se de uma marca jovem? Formal ou informal? Fala gírias e usa abreviações ou não? Isso será muito importante para guiar a sua forma de trabalhar o marketing de conteúdo e se comunicar com os possíveis clientes.

Construa também a sua buyer persona. Pesquise sobre o seu público, compreenda não só as características demográficas, mas os seus sentimentos, questionamentos, percepções, comportamento de consumo e visão sobre a vida.

Faça um planejamento estratégico!

Tire todas vantagens possíveis do calendário sazonal, mas cuidado com datas que não possuem afinidade com o seu negócio.

Ao longo do ano existem muitas datas importantes para o varejo, mas nem todas valem o seu esforço em comunicação, descontos e operacionalização.

Escolha aquelas que fazem sentido com o mercado no qual está inserido, uma boa forma de fazer isso pode ser pesquisando quais os nichos que mais vendem em cada data e descobrindo onde você se enquadra. Uma ótima fonte para isso é a pesquisa Webshoppers, divulgada anualmente pela E-bit. Além disso, escolha os seus objetivos e trace os caminhos que pretende seguir para alcançá-los. Uma boa maneira de fazer isso é utilizar os indicadores de desempenho. E, se você for fã de Star Wars, aqui também temos um material para que a força dos KPI’s esteja com você.

Com o planejamento estratégico do seu negócio em mãos, faça um planejamento tático do que você vai comunicar nas redes sociais através de um calendário editorial para redes sociais. Assim, será mais fácil criar um diálogo consistente com o seu público e ter cada vez mais fãs da marca.

Use e abuse das funcionalidades de vendas!

Atualmente o Instagram e o Facebook, principalmente, possuem uma série de funcionalidades que têm como objetivo apresentar o seus produtos para o público sem sair da rede social.

A famosa sacolinha do Instagram é dessas possibilidades. Permite que proprietários de perfis comerciais marquem seus produtos e, ao clicar, os usuários podem ver diretamente o produto ofertado, seu preço e até mesmo como ir para a página do produto do seu e-commerce se for o caso. Legal, né? Para saber melhor separei um conteúdo bem legal no nosso blog: Como vender pelo Instagram – aprenda a marcar produtos.

Outra possibilidade é trabalhar com os anúncios de coleção. No Facebook você pode criar uma experiência com uma imagem ou vídeo e mais quatro miniaturas de produto abaixo que, quando o usuário interage, abre-se fornecendo como uma “página” com os seus produtos. Trata-se de um experiência imersiva nos seus produtos totalmente focada em conversão. Separamos um conteúdo do Facebook explicando esse tipo de anúncio.

Não se limite às redes sociais!

Parece irônico, depois de todas essas dicas sobre como vender nas redes sociais, que eu diga para que você não se limite às redes sociais. Mas essa é a mais pura verdade.

O fato é que o seu público está no Instagram, Facebook, Twitter, LinkedIn, TitkTok e por aí vai e você pode vender por esses canais, mas só isso não é suficiente. Mesmo que você comece a presença do seu negócio na internet através das redes, à medida em que você for crescendo – e torcemos de verdade para que isso aconteça super rápido – irá perceber que não é o suficiente.

Cada vez mais o público irá procurar por você e perceberá que ter o território da sua marca é muito importante para vender cada vez mais, mesmo que você não crie um site por enquanto.

Pensando nisso, criamos um teste que vai ajudá-lo a compreender quando o seu negócio irá conseguir se manter rentável utilizando as redes sociais. Assim, você tem tempo para se preparar para o que vem por aí 🤓

Se tiver alguma dúvida, deixe-a aqui nos comentários e eu prometo que respondo! 🙏 Você também pode ver esse e outros conteúdos super legais aqui no Blog da KingHost.

Amanda Gonçalves

Analista de Performance em KingHost
Bacharela em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela URFGS, fascinada por empreendedorismo, marketing digital, inovação e tecnologia. Adora descobrir novas coisas e é viciada em séries.
Amanda Gonçalves

Comentários

comentário(s)